Séculos de Reciclagem em Odaiba

edorecycle_lLocalizado na costa da Baía de Tokyo, a Ilha de Odaiba nasceu de Entulho . É também o mais novo ponto turístico da capital, atraindo mais de 37 milhões de visitantes todos os anos com suas modernas lojas e atrações de entretenimento,mas tem raízes que remontam ao passado: As tradições amigáveis à terra do período Edo (1603-1868) são usadas até hoje em Odaiba, uma área onde ser bondoso com o meio ambiente é uma forma de negócios e de vida saudavel.

O novo e o velho
odaibaUma viagem a Odaiba de hoje trará você para  o Odaiba Seaside Park, um local tão pacífico que você pode esquecer que você está no coração de Tokyo. A plataforma de observação do parque oferece uma vista da Tokyo Tower ( 333 metros, a torre de metal independente mais alta do mundo ) e outros arranha-céus da capital do Japão. Também é visível a ponte Rainbow Bridge, um outro símbolo da Tokyo moderna. Nos finais de semana, estas estruturas modernas fornecem o pano de fundo para windsurfistas, banhistas e milhares de pessoas que vão passear . Uma fonte termal natural foi descoberta em Odaiba em 2003 inaugurando um parque 24 horas .
Odaiba tem uma longa história por trás destas modernas conveniências de compras e entretenimento. A área foi desenvolvida no período  Edo, após a chegada em 1853 do Commodore Matthew Perry dos EUA nos “navios pretos” que forçaram a abertura de Japão após sua longa reclusão. O governo Tokugawa fez Odaiba (mais precisamente Daiba, que significa “forte” ou “bateria” ) o local de uma instalação de artilharia que protegia a costa de Edo (agora Tokyo) da invasão naval. Os desenvolvedores em Odaiba hoje estão se esforçando para manter não só este nome antigo, mas muitos conceitos de gestão ambiental que estavam no lugar há centenas de anos, mantendo vida  preservada nessa área.

Falando com a terra
aquacityAqua City Odaiba, um enorme shopping center, é uma das principais atrações. Mas este centro consegue ser amigável com a Terra, mesmo quando abre suas portas para hordas de consumidores. Tomando uma sugestão da cidade velha de Edo, onde todos os resíduos brutos foram reutilizados de alguma forma, este Shopping conseguiu alcançar a reciclagem total  . Cerca de duas toneladas de resíduos biodegradáveis saem dos restaurantes Aqua City Odaiba e outras lojas a cada dia. Estes resíduos são todos enviados para uma unidade de compostagem onde é biodegradado e transformado em fertilizante. Este é por sua vez enviado para os fabricantes de fertilizantes, que distribuem para os produtores de alimentos, finalmente, trazendo o ciclo de volta para mesas dos consumidores na forma de produtos agrícolas.
pipe (1)Os resíduos não biodegradáveis, entretanto, são atirados através de canos pneumáticos para uma usina de processamento de lixo nas proximidades de Ariake – a primeira no Japão a ser conectada a uma extensa rede de tubos subterrâneos coletando lixo da área circundante. O calor produzido no processamento de resíduos nesta planta é capturado e armazenado para uso em sistemas de controle climático no Ariake Sports Center e em outras instalações em torno de Odaiba. Estes esforços de reciclagem de energia são reforçados por muitos edifícios na área que vêm completos com energia solar e uma vasta gama de sistemas de reuso de energia.

A lista de sistemas de reciclagem continua em Odaiba. O óleo usado é coletado e refinado para uso posterior; Styrofoam não é descartado mas aquecido e comprimido para fazer o plástico cru, que é enviado então aos fabricantes químicos para o uso em produtos novos. Tóquio Eco-Recycle, outra empresa na área, coleta computadores descartados, geladeiras, máquinas de lavar e outros grandes aparelhos, desmontando-os e reutilizando ou reciclando suas peças e materiais. O que é tão surpreendente sobre tudo isso? Todas estas operações são ecos modernos das práticas que vigoravam no lugar no período de Edo.

Séculos de Reciclagem
Em 1603, Tokugawa Ieyasu, que havia consolidado seu governo sobre todo o Japão três anos antes, estabeleceu residência em seu castelo em Edo, tornando a cidade ,centro político do Japão. A população da cidade cresceu acentuadamente, e no início do século XVIII ,Edo era o lar de mais de um milhão de pessoas. Mas apesar de seu status como uma das maiores cidades do mundo, documentos contemporâneos descrevem esta metrópole como um lugar bonito e sem lixo. Leis proibiam o descarte de lixo em rios. Era trazido para centros de recolhimento localizados em torno da cidade e eliminados de forma sistemática. Este lixo se transformou em fertilizante para campos de vegetais e de volta para as mesas dos habitantes de Edo – uma sociedade de reciclagem total do tipo que Odaiba pretende ser hoje.
Os sistemas de esgotos no antigo Edo eram os mais avançados do mundo. O solo  era uma mercadoria valiosa, coletada por comerciantes que a traziam aos fazendeiros para usar como o fertilizante depois de tratado. Havia também um mercado em expansão de bens de segunda mão, com artesãos recolhendo roupas velhas, Guarda-chuvas, etc., reparando-os e vendendo-os para reutilização; Pano era uma mercadoria especialmente valiosa, e kimonos foram desmontados, costurados e usado por gerações. Esta reutilização conscienciosa de bens é mais uma prática espelhada em Odaiba hoje.

A Baía de Tokyo é hoje rodeado com “ilhas de lixo” – como Odaiba, terra recuperada foi construída em aterros e desenvolvida para uso industrial ou residencial. Logo após o fim do período de Edo estas áreas da linha costeira estavam sendo equipadas com os cais para o transporte, e no século XX seu uso como locais de depositos de entulho . Odaiba, hoje o mais popular destes manchas recuperadas da costa, descansa sobre a terra removida dos canteiros de obras e dos destroços de edifícios velhos. A cidade em si é construída sobre uma base de material reciclado. Em mais de um sentido, a reciclagem está fornecendo a fundação para o boom do novo centro da cidade em Odaiba e os novos estilos de vida que estão tomando forma lá. Olhe a azáfama moderna dos negócios e dos points do prazer em Odaiba: Você pode ver uma longa história  da reciclagem e reuso se você souber onde olhar.

Fonte:web-japan.org

Publicado em Ecologia e Sustentabilidade, Impressoes do Japão | Deixe um comentário

Tributo aos Veteranos da Vasp

Espero que mais pessoas participem para mantermos contato com nossos amigos, Grande Abraço Cte Herman….

17361112_712772058903346_725428686_n

Cte Herman

Foi muito bom ter recebido as informações que você postou sobre a nossa querida VASP. Parabéns pela sua iniciativa e muito agradecido pelo carinho e respeito com que você tratou o assunto. Agradeço a oportunidade de ter revivido momentos e experiências que fizeram parte de minha vida.Na VASP me realizei como profissional e ser humano. Me lembro de você quando iníciou sua carreira na nossa VASP. Hoje me considero um dinossauro sobrevivente porque iniciei a profissão em fins de 1955 e em 1956 na Escola de Formação de Pilotos Comerciais na REAL AEROVIAS. Admitido em Maio de 1957 como copiloto de DC-3 permaneci até Maio de 1 968 quando sai (após ter sido adquirido pela VARIG) sendo portanto um legitimo Calça Preta.Em Maio de 1968 entrei para a VASP onde permaneci até Maio de 1986 quando me aposentei por problema de saúde. Completei 30 anos voando e como sempre fui instrutor em todos os equipamentos continuei ministrando instrução de simulador na VASP e na GOL(primeira turma) e depois na TAM até que completei 50 anos exercendo a maravilhosa profissão.Resolvi parar mas continuo apaixonado por aviões e pela aviação. Moro em Tatuí no interior de São Paulo parte do ano e outra parte em Orlando (USA) onde moram minhas duas filhas e meus cinco netos . Desculpas por expor uma pequena parte de minha vida e por favor coloque o meu nome na lista de VASPEANOS ! Herman Julio Graziolli ! (Comandante Herman). Meus sinceros agradecimentos e aquele abraço afetuoso do Herman Júlio. Meu e-mail. (hermangraziolli@hotmail.com)

Publicado em Historias da Aviação, VASP | Deixe um comentário

Shoraian,Uma Jornada Espiritual Em Kyoto

Tofu é uma das especialidades de Kyoto, aperfeiçoado por monges vegetarianos budistas ao longo dos séculos. Os artesãos de tofu em Kyoto são apaixonado e extremamente sérios nessa arte culinaria.Eles usam velhas técnicas do século passado para criar blocos perfeitos do tofu fresco, sedoso, e surpreendentemente saborosos que não é nada comparavel como os tijolos brutos encontrados na variedade industrial produzida em massa.P1170321

Tofu de Kyoto é amplamente considerado como o melhor no Japão, e Shoraian é considerado o melhor restaurante. Foi na busca deste tofu mágico e etéreo que eu levei meus amigos em uma viagem de quarenta e cinco minutos, incluindo uma caminhada através de umaestrada na montanha e até numerosos degraus de pedra, a fim de chegar a este lugar especial.

Shoraian não um típico restaurante japonês.Ele está localizado em Arashiyama, uma área de lazer popular em Kyoto ocidental conhecida por sua folhagem de outono bonitas, flores de cerejeira de primavera e florestas de bambu deslumbrante.Shoraian16094-2400x1500

Não é apenas na borda ocidental de Kyoto, você também não pode chegar ao restaurante de carro,ou por qualquer veículo de rodas, na verdade. Shouraian esta empoleirado na borda de uma montanha que margeia o rio Oi. Você deve fazer uma pequena caminhada ao longo de um caminho de terra antes de subir vários degraus de pedra para chegar a este pequeno oásis escondido nas árvores.

Fuyoh Kobayashi é  mestre calígrafa e a  proprietária do famoso restaurante Shoraian . Os visitantes vêm tanto pelas iguarias como  pela sensação de paz que esta configuração espiritual, além daquela que o mundo material oferece.

Publicado em Impressoes do Japão | Deixe um comentário

Leia e Plante uma Flor

No Japão, um dos diários nacionais mais famosos inventou um jornal cem por cento sustentável. Se você plantá-lo, ele irá florescer!
O Japão mais uma vez demonstra ser um país avançado. Seu último invento consiste em um jornal feito de papel vegetal e vegetal reciclado que você pode plantar depois de ter lido. É chamado de “Green Newspaper” e foi inventado pela editora do famoso jornal japonês, The Mainichi Shimbunsha.giornale-carta-semi

O papel que pode ser plantado não é novidade. Tem  no mercado há alguns anos e é uma mistura de papel reciclado, água e pequenas flores ou sementes de ervas (também pode ser facilmente feito em casa). E pode ser reutilizado de forma criativa: uma vez que você terminou de ve-lo, em vez de rasgá-lo em pedaços pequenos, plante,regue com água e dentro de algumas semanas você vai inesperadamente ter plantas e flores .

O jornal ecológico
A idéia foi concebida pela Dentsu Inc, uma das maiores agências de publicidade do Japão, que trabalha com o “Mainichi”. O jornal verde não é a primeira iniciativa sustentável do jornal japonês. Seu compromisso com a proteção ambiental já é bem conhecido graças a uma campanha publicitária anterior sobre doações de água para as populações no Exterior que sofrem de sede. “O Mainichi não toma medidas apenas através da informação, mas também através da resolução de questões globais”.

O jornal eco-friendly teve um enorme sucesso, uma circulação de mais de quatro milhões de cópias por dia em todo o país e as receitas de cerca de oitenta milhões de ienes, o equivalente a mais de US $ 700.000. A iniciativa também envolveu escolas, a fim de despertar a consciência das crianças sobre questões ambientais e ensinar-lhes a importância da reciclagem. Porque, para reduzir as emissões de CO2 geradas pelos sistemas tradicionais de eliminação de resíduos, devemos reciclar os resíduos e o papel, acima de tudo.

 

Publicado em Impressoes do Japão | Deixe um comentário

Retorno Doloroso

Sonho da volta ao Brasil pode se tornar pesadeloAdeus
Se você mora fora do Brasil e pensa em voltar, preste atenção: o tão sonhado regresso pode se transformar em pesadelo. Denominado pelos psicólogos de “síndrome do retorno”, o fenômeno acomete muitos imigrantes e pode levar desde à sensação de falta de identidade até a depressão.
Comuns a quem volta à terra natal, os sintomas acontecem simplesmente porque o estresse de se readaptar à antiga cultura pode ser, pela surpresa, pior que a dificuldade em se adaptar a um país estrangeiro. Desavisado, o viajante é tomado de sentimentos como solidão, arrependimento, decepção e de não pertencimento àquela sociedade outrora tão conhecida.
Como a cultura é dinâmica, não surpreende os psicólogos interculturais que o retorno mostre um cidadão e um país totalmente diferente daquele do passado. No entanto, quem toma o avião de volta geralmente ignora essa premissa.57fdf63814749_57fdf62c00e90_1275277221
Lembranças boas
A expectativa do retorno e da felicidade junto aos seus simplesmente esconde o fato de que depois de algum tempo, ninguém e nenhum lugar permanecem o mesmo. De acordo com Andrea Sebben, diretora da empresa de consultoria Equipe Andrea Sebben Psicologia Intercultural, a saudade colore o país natal e faz com que as lembranças boas fiquem ainda melhores.
“A readaptação do retorno costuma ser mais custosa do que a da ida. Os seus horizontes se alargaram, mas quem ficou, não teve essa oportunidade. Por isso, a pessoa se sente incompreendida e sozinha no problema” , explica Andrea Sebben, que oferece serviços de Educação, Psicologia e Treinamento Intercultural.
Síndrome do Retorno
A nostalgia ao contrário – a tristeza por estar longe do país estrangeiro em detrimento da felicidade por ter voltado – tomam lugar rápido na vida dos recém chegados. Segundo a psicóloga Sylvia Dantas, coordenadora do Núcleo de Pesquisa e Orientação Intercultural da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) reitera : “A incapacidade de readaptação gera a sensação de isolamento social. A saudade colore, mas a volta ao local que um dia foi familiar e se tornou estranho é um grande custo emocional.”
Acredita-se que a Síndrome do Retorno, que os psicólogos preferem chamar de estresse de aculturação de retorno por não ter conotação de doença, possa ter sido agravada devido à crise dos países desenvolvidos nos últimos anos, fazendo um maior número brasileiros voltarem e alguns em situação financeira desfavorável.
O Ministério das Relações Exteriores reconhece o problema, mas ainda não chegou ao cerne da questão. Com o intuito de reintegrar os brasileiros, o Itamaraty lançou o Guia de Retorno ao Brasil. Distribuído nas embaixadas e disponibilizado na página de internet do Ministério, o documento traz várias dicas sobre serviços e programas de acolhimento em áreas como educação, assistência financeira, serviços de assistência médica, além de outros. O Guia, no entanto, não menciona diretamente a questão do desencontro cultural.
Quem ficou não compreende
A psicologia intercultural e os estudo de questões referente ao tema é algo muito recente, com no máximo 30 anos. De acordo com Sylvia Dantas, é preciso que a sociedade tome conhecimento dessa problemática para que os efeitos sejam minimizados e haja menos casos de sofrimento extremo.
“É importante que o imigrante saiba que ele pode ter problemas para se readaptar ao Brasil. Há relatos de pessoas que dizem não entender como não conseguem se adaptar ao país que idealizaram por tantos anos. E os amigos e a família que ficaram não compreendem o problema”, explica.
Como prevenir
A depressão pode ser tratada e os efeitos da aculturação reduzidos com o tempo, mas o importante é que as pessoas sejam preparadas para trilhar um caminho internacional. Segundo a Dra. Sylvia Dantas, cada indivíduo vai lidar com essas mudanças de forma diferente. A influência da aculturação vai depender tanto de fatores internos – como cada um lidará com a experiência – quanto externos, que seria o que vai encontrar quando voltar. Mas tomar ciência de que isso é um processo natural vivenciado por todos nessa situação ajuda muito. Para prevenir os efeitos, as duas profissionais recomendam a participação em workshops específicos sobre educação intercultural, o treinamento intercultural ou até a psicoterapia, em alguns casos especiais.
Para quem se interessar, o Núcleo de Atendimento Intercultural da Unifesp oferece serviços gratuitos em atendimento e orientação individual, grupal (familiar), workshops à população e asseessoria a organizações públicas e privadas. O trabalho na Unifesp está se estruturando para atender pela internet, ainda sem data definida. A Equipe Andrea Sebben Consultoria oferece basicamente os mesmos serviços.

Por Liliana Tinoco Baeckert

Como na Lenda de Urashima Taro,o tempo passou e voce não viu..imigrao_japonesa1

Publicado em Impressoes do Japão | Deixe um comentário

Voando Num Predio Em Shinagawa

Você sempre quis voar  enquanto viajava num jato?a0001023_main

Agora você tem a chance de transformar seu sonho em realidade! A Skyart Japan oferece simulação de vôo hiper-realista para todos, desde iniciantes a pilotos profissionais.a0001023_parts_58b76a6576eea

Agora, um morador de 20 anos em Tokyo, CEO e  Piloto Chefe Abdullah Arpa que nasceu na Turquia,depois de seu sonho de longa data de se tornar um piloto e levou-o para a escola de treinamento de vôo no Havaí, um lugar que ele ainda se lembra com carinho.

Trabalhou por mais de duas décadas como piloto comercial,tendo treinado em simuladores de vôo na U.K., o Capitão Arpa quiz trazer a mesma oportunidade para pilotos e pessoas comuns em Tokyo. No entanto, ao invés de simplesmente imitar outras empresas, a Arpa buscou inovar no negócio de simulação de vôo, oferecendo uma loja de pilotos, loja de interiores e maquetes de cabine que podem ser alugadas para eventos, festas, filmagens e claro, um espaço de treinamento para a tripulação de cabina. E como um orador trilingue de inglês, japonês e turco, o capitão pode facilmente fornecer aos clientes japoneses e estrangeiros a experiência de vôo que eles desejam.

Arpa fundou a SkyArt Japão em maio de 2016. Ele também permanece ativo como piloto, bem como trabalhando como instrutor de vôo para pilotos em treinamento.
a0001023_parts_58b76a8cb3b23

Fui ter uma aula particular com o Capitão Arpa no SkyArt. Toda a área parece e funciona exatamente como um cockpit real!

Como alguém com zero experiência em voar, (além de ser apenas uma passageira, é claro) eu não tinha a menor idéia das funções das centenas de controles. Como este foi o meu primeiro voo, deixei a maior parte do voo para o piloto e apreciamos o passeio com ele explicando os vários controles. A tela envolvente à minha frente exibia uma pista virtual do aeroporto. Ele guiou o avião, decolando e subindo para o céu virtual.

a0001023_parts_58b76aa0adabb

Para minha surpresa, o simulador usa réplicas virtuais de locais reais – incluindo mais de 24.000 aeroportos!. Com apenas alguns empurrões de  botão, programados no código do aeroporto, nós estávamos em um vôo a noite em minha cidade – Boston! Além de ser capaz de programar a localização e a hora do dia, o piloto também pode programar várias condições climáticas. Depois de voar através de céus claros, o capitão Arpa ligou a chuva virtual. O incrível número de variações que podem ser controladas ajuda a tornar a experiência ainda mais realista.

Sua própria festa em primeira classea0001023_parts_58b76abc48c2d

Além do simulador de vôo, SkyArt também oferece a rara oportunidade de realizar uma festa em seu próprio jato pessoal!

Bem, mesmo não  sendo realmente um jato, a réplica de cabine de primeira classe parece muito  real, você vai esquecer que está  em um edifício e não em um avião. As pessoas podem alugar toda esta área de cabine modelo para o seu evento . Se  uma festa de aniversário em um avião soa como sua idéia de festa ideal, SkyArt pode ajudar a fazer isso acontecer. Esta característica é particularmente atraente no Japão, onde os encontros maiores são normalmente realizada em locais como restaurantes ou izakayas, ao invés de em casa. Esta autêntica maquete de cabina do Airbus 320 também tem sido utilizada para filmagens e shows de televisão, bem como para o treinamento de comissarios/as.

Desfrute de compras exclusivas-A SkyArt é também o lar de uma loja/piloto que inclui produtos raros e de luxo disponíveis para compra. Alguns dos itens que podem ser encontrados são bolsas, etiquetas de avião, e até mesmo relógios. Na verdade, muitas pessoas visitam o local apenas para comprar nesta loja.Há também uma grande variedade de móveis e acessórios personalizados projetados para a aviação que podem ser usados para o propósito de um vôo real, ou mesmo em casa! Isso inclui itens práticos como assentos de aeronaves e carrinhos de serviço, bem como mobiliário projetado criativamente que usa várias peças de aeronaves . Você pode ver alguns destes no SkyArt, incluindo uma mesa feita com um motor, e sua recepção feita a partir de um  Capo de Turbina.

a0001023_parts_58b76aea4cbfea0001023_parts_58b76afb9ca32a0001023_parts_58b76b2b4476e

Você não tem que ser um piloto para experimentar o Boeing 737-800, Boeing 777-300 no Flight Simulators! . Os planos começam em 11.000 ienes por 30 minutos de uma Experiência de Flight Simulator de Boeing 777, com uma opção máxima de 10 horas por 190.000 ienes. Uma experiência de vôo em grupo custará entre 29.700 ienes e 59.400 ienes, dependendo do número de pessoas. Há também uma sessão especial de sessão de vôo por 20.500 ienes, destinado a pessoas que querem tentar superar suas ansiedades relacionadas ao vôo. Se você é um profissional ou alguém que sempre foi curioso sobre o vôo, SkyArt tem abundância de  programas projetados para você!

SKY ART JAPAN-Garden city Gotenyama, Shinagawa 1F A-104, 6-7-29, Kitashinagawa, Shinagawa-ku, Tokyo, 141-0001

Na verdade e muito facil,num intervalo do Simulador da Vasp ,o filho de um Cte assumiu e fez um pouso em pe para ver a pista e um colega controlando Flaps e manetes.Agora uma garotinha de 7 anos…

Publicado em Historias da Aviação, Impressoes do Japão, VASP | Deixe um comentário

10 Motivos Para Estudar No Japão

Muitas pessoas tem o sonho de estudar no Japão e este sonho é justificável afinal trata-se de uma cultura completamente fantástica, onde tradições milenares se fundem com inovação e tecnologia, sem contar as paisagens incríveis que mudam a cada estação. Enfim, muitas experiências únicas que só podem ser vivenciadas na Terra do Sol Nascente.

Todos os anos surgem oportunidades de se inscrever em bolsas de graduação, pós ou estágios.Apesar do Japão ter se mantido fechado para o mundo ocidental por um longo período, hoje o país mostra que está cada vez mais aberto à globalização, especialmente no setor da educação, considerada uma das mais conceituadas e disciplinadas do mundo.

Enfim, há muitas razões pelas quais esta nação rica culturalmente e tecnologicamente avançada é um destino desejável para estudantes internacionais. Se você ler este artigo, com certeza vai se apaixonar completamente pela ideia de estudar no Japão!

1) A qualidade de ensino no Japão é altaqualidade de ensino no Japão (jpnnavi.com)

jpnnavi.com

Se você quer simplesmente estudar o idioma ou quer se matricular em uma instituição de ensino superior, você pode ter certeza de uma coisa: a qualidade do ensino será de alto nível. Não é a toa que o Japão detém o maior número de prêmios Nobel da Ásia desde o ano 2000 e as suas universidades estão entre as melhores do mundo, segundo a OCDE.Cerca de 10 ou mais universidades do Japão frequentemente estão listadas entre os top-200 do mundo. Também é considerado uma referência mundial em relação à pesquisa, especialmente nas áreas de química, física e medicina. Conheça as principais Universidades do Japão.Em maio de 2012, havia pouco menos de 140.000 estudantes internacionais no Japão, e esse número deverá subir rapidamente nos próximos anos graças às iniciativas do governo japonês. Estima-se que 300 mil estudantes estarão estudando no Japão até o ano de 2020.Para isso, o Japão tem investido cada vez mais em cursos ministrados em Inglês; recrutamento de pessoal docente global; e programas de intercâmbio internacionais.

2) Terá maiores oportunidades no mercado de trabalho

mercado de trabalho no Japão (Cpl.ie)

cpl.ie

Estudar no Japão vai te oferecer uma vasta experiência não só em relação aos costumes tradicionais como também vai abrir muitas portas na sua vida profissional. O seu currículo vai dar inveja a muita gente e você será muito disputado pelas empresas não só pelo seu interesse em outras culturas, como também pela sua capacidade de se adaptar a um novo ambiente.Uma pessoa que faz graduação, pós ou estágio no exterior demonstra coragem, possui mente aberta para novas ideias e traz novas perspectivas para a empresa ou local de trabalho. Em uma pesquisa com mais de 800 empresas japonesas, quase 50 por cento delas mostraram interesse em recrutar estrangeiros graduados e capacitados para as mais diversas funções.

3) Você vai aprender uma nova línguaAprender uma nova língua (TABIPPO.net)

tabippo.net

Estudar no Japão vai dar-lhe a oportunidade de aprender o japonês. Mesmo que suas aulas sejam ministradas em inglês, o fato de estar no país e estar em contato com nativos vai fazer com que você fique imerso na cultura e aumentará o seu desejo de dominar esse idioma. E a fluência em um outro idioma, além do inglês com certeza dará mais valor ao seu currículo.Além disso, a língua japonesa é a porta de entrada para outras línguas e culturas asiáticas, já que sofreu influência de outras nações vizinhas tais como China e Coréia do Sul. Sem contar que muitas empresas japonesas mantem filiais em todo o mundo e se você dominar o idioma há grandes chances de encontrar excelentes empregos em alguma dessas empresas.

4) Você vai fazer amigos do mundo todo.amigos japoneses (stbooking.co)

stbooking.co

Estudando em uma universidade japonesa você tem a oportunidade de conviver não só com os nativos, como pessoas do mundo inteiro. Como foi falado antes, o governo japonês tem incentivado e facilitado a vinda de estudantes estrangeiros no país e esse contato com pessoas das mais variadas culturas é muito enriquecedor para todos os envolvidos.Há Universidades como a Keio, que você tem a possibilidade de estudar junto com os nativos. Em outras, há salas separadas para alunos internacionais, no entanto ainda é possível ter contato com estudantes japoneses através dos chamados “círculos”. São grupos formados com base em interesses semelhantes, geralmente relacionados a cultura ou desportos.Os estudantes escolhem os “círculos” que vão de encontro com os seus interesses. E a variedade de opções é muito vasta, acredite. Entre alguns que podemos citar estão música, fotografia, língua, mangá, anime, kabuki, etc. Já em relação aos círculos desportivos, encontramos os mais variados esportes como tênis, futebol, karatê, beisebol, etc.Só para você ter uma ideia, na Universidade de Keio existem cerca de 474 círculos oficiais, além de clubes desportivos reconhecidos pelas universidades. Além disso, há também círculos intercolegiais onde os estudantes podem conhecer e interagir com pessoas de outras universidades. É uma ótima maneira de você se aprofundar em algum tema do seu interesse.

5) O custo de vida é relativamente baratosobrevivendo no Japão (japantimes.co.jp)

japantimes.co.jp

Parece um pouco contraditório, já que sempre ouvimos que o Japão é um lugar caro para se viver. No entanto, há muitas maneiras de viver bem, sem gastar muito dinheiro. A maioria das bolsas de estudos no Japão cobre os gastos da universidade além de fornecerem um subsídio mensal para os estudantes se manterem durante sua permanência no país.O valor do subsídio pode variar conforme a bolsa mas gira em torno de 143 mil ienes, o que é mais que suficiente para um estudante. Além disso, alguns tipos de bolsas permitem que o estudante faça “Arubaito”, ou seja, serviços parciais em lojas de conveniência ou outros estabelecimentos, o que ajuda com os gastos relacionados às necessidades básicas.Além disso, no Japão há muitos restaurantes baratos, além das lojas de 100 ienes que oferecem uma grande variedade de produtos. Roupas boas e de qualidade também podem ser compradas em lojas populares tais como Shimamura ou Uniqlo. Enfim, gerenciando bem o dinheiro é possível viver de forma confortável, embora sem grandes luxos é claro.

6) Segurança, limpeza e praticidadeTokyo-Ginza-Streets (Shafir.info)

shafir.info

O Japão é um dos países mais seguros do mundo. Mesmo em grandes cidades como Tokyo, Nagoya ou Osaka, é possível sair a qualquer hora do dia ou da noite, sem aquela apreensão de ser assaltado. Mas é claro, que precisamos tomar cuidado, independente do lugar onde vivemos. Mas as chances de sofrermos com esse tipo de coisa é quase nulo no Japão.Além disso, as ruas costumam ser limpas e agradáveis. Apesar de quase não vermos lixeiras nas ruas, as pessoas tem o hábito de carregar seu próprio lixo até chegar em casa ou até encontrar um lugar apropriado para joga-lo. Outro detalhe é a praticidade que o país oferece, com lojas de conveniência, máquinas de refrigerantes e estações de trem por toda parte.

7) Paisagens e pontos turísticos deslumbrantes

wallpaperswide.us

Tradição e tecnologia não são os únicos atrativos do Japão. O país é repleto de paisagens de cair o queixo, parques onde as pessoas podem estar em contato com a natureza além de milhares de locais históricos como templos e santuários que estão em perfeito estado de conservação, mostrando sua resistência ao tempo, aos desastres naturais e guerras.Além disso, o país é abençoado por ter as quatro estações bem definidas o que faz com que as paisagens mudem a cada nova estação. Como o Japão é praticamente todo interligado com extensas vias férreas, não é difícil se organizar e conhecer várias partes do país ao longo do tempo que permanecer estudando em alguma escola ou universidade japonesa.

8) Você vai se encantar com a educação, cultura e hospitalidade

cnn.com

Uma das coisas que mais chamam a atenção no Japão é a educação. No começo podemos estranhar o jeito tão formal dos japoneses, mas sem dúvidas nenhuma esse é o seu grande diferencial. Além disso existe um conceito muito interessante no Japão denominado como Omotenashi e este conceito vai muito além da educação tão formal ou da hospitalidade.Omotenashi é algo difícil de descrever em palavras, mas está relacionado na forma como os japoneses recepcionam seus clientes. Apesar de ser traduzido como hospitalidade em japonês, omotenashi engloba uma série de hábitos enraizados na cultura e sociedade japonesa e é dessa forma que o Japão conquistou a fama de ser o país mais educado do mundo.

9) Tudo funciona como deve ser!

jnize.com

O Japão é a terceira maior economia do mundo e possui uma ótima infraestrutura urbana. O país é bem abastecido por ferrovias que permitem viajar para a maioria dos lugares. Outra coisa que chama a atenção é a impressionante pontualidade dos transportes públicos no Japão.E isso é refletido não só nas grandes cidades como nas cidades do interior também. Bicicleta é um dos transportes mais utilizados pelas pessoas no dia a dia. De maneira geral, o país é organizado e as pessoas respeitam as leis e as regras de convívio social. No Japão, as pessoas pensam muito no coletivo e isso ajuda a manter a harmonia na sociedade japonesa.Um exemplo disso é o uso de máscaras cirúrgicas. Existem muitas razões pelas quais os japoneses usam máscaras mas as principais são devido alergias ao pólen ou para evitar que o vírus da gripe ou de outras doenças contagiosas sejam transmitidas para outras pessoas.

10) Uma experiência inesquecível

holidaysgenius.com

Estudar no exterior é sempre uma grande aventura, ainda mais se for em um país com costumes e cultura tão diferentes da nossa. É uma oportunidade de obter um grande aprendizado e ao mesmo tempo trabalhar nossa independência. Ninguém fica indiferente após passar por uma experiência como essa, pois alimenta novas perspectivas em relação a vida.O Japão é sem dúvidas, uma grande escola da vida. Um país onde o velho e o novo se misturam, sendo um dos poucos lugares do mundo onde podemos vivenciar esses contrastes. Sem contar a filosofia oriental, que contribui para a nossa evolução pessoal, mental e espiritual. Estudar no Japão é, sem sombras de dúvidas, uma experiência inesquecível !.

Fonte –Silvia Kawanami

Publicado em Impressoes do Japão | Deixe um comentário

Hanami de Yoshinoyama

O Monte Yoshino (吉野 山- Yoshinoyama), na Provincia de Nara, foi o ponto de observação de flores de cerejeira mais famoso do Japão por muitos séculos. Acredita-se que as primeiras árvores foram plantadas ao longo de suas encostas mais de 1 300 anos atrás, e hoje a montanha é coberta por cerca de 30.000 cerejeiras de muitas variedades diferentes, especialmente da variedade Yamazakura.17038531_1223616974422442_7334803158952274869_o
Durante a estação da flor de cerejeira de março, ônibus operam entre a estação de Yoshino e a área de Naka Senbon perto do templo de Chikuri-in. Os ônibus partem 2-4 vezes por hora e custam 360 iene por etapa. Da área de Naka Senbon perto do templo de Chikuri-in em mini-ônibus operam-se mais  um adicional à área de Oku Senbon de Yoshinoyama (15 minutos, 400 ienes por etapa, 1-2 ônibus / hora).4150_map_01

A maioria das áreas de Shimo e Naka Senbon estão fechadas para o tráfego de carro das 9:00 às 19:00, enquanto os carros são permitidos na área de Kami Senbon, exceto em dias particularmente em Feriados, quando essa área está fechada para carros também.

Publicado em Imagens do Japão, Impressoes do Japão | Deixe um comentário

Tohoku Renasce

A Região de Tohoku (東北 地方, Tōhoku Chihō, literalmente “Região Nordeste”) consiste em seis Provincias ao norte da maior ilha do Japão, Honshu. É bem conhecido por sua paisagem, montanhas, lagos, fontes termais, arroz de alta qualidade e invernos ásperos.

A Região de Tohoku foi atingida pelo Terremoto e Tsunami de 11 de março de 2011 e o acidente nuclear que se seguiu. No entanto, a maioria das áreas da Região de Tohoku são agora lugares seguros e acolhedores novamente. De todos os destinos no nosso guia de viagem, apenas Sendai, Matsushima, Iwaki e a costa de Sanriku sofreram danos diretos do Terremoto e Tsunami, e mesmo lá a maioria das atrações reabriu dentro de algumas semanas ou meses.

Possibilidade de Descontos para Turistas quando visitarem essas Areas

Para as pessoas que visitarão as províncias de Miyagi, Fukushima ou Iwate  ate Março de 2021 .Consulado Geral do Japão Visando o incentivo ao restabelecimento da área afetada pelo Grande Terremoto do Leste do Japão, os estrangeiros que visitarem a província de Miyagi, Fukushima ou Iwate, terão a isenção da taxa de visto, desde que preencham as condições abaixo. Para maiores detalhes favor entrar em contato com o Consulado.

Em muitas regiões como Okinawa,tambem  existem centenas de Estabelecimentos e Passagens Aereas mais baixas.Consulte na ocasião da Viagem.

region_tohoku_top

http://www.japan-guide.com

1102_1603

Publicado em Impressoes do Japão | Deixe um comentário

Sons do Japão

0000018921_e_1280x720

O Japão é um país sutil e delicado e isso se expressa, em primeiro lugar, na natureza. Com estações do ano muito definidas, as paisagens mudam em questão de dias, sendo, portanto, fundamental planejar bem a viagem.

Há muitas maneiras de se conhecer o Japão. Pode-se privilegiar o lado “high tech” da cultura japonesa, presente nas fachadas luminosas e no comércio efervescente de Tokyo ou Osaka, ou o lado religioso e tradicional do país, cuja expressão maior está nos templos antigos de Kyoto.
Há o circuito turístico convencional, invadido por hordas de viajantes de todas as partes do mundo, mas, sem dúvida, indispensável, e passeios tranquilos por regiões menos visitadas, à beira-mar ou nas montanhas.
O melhor mesmo é pensar numa viagem que tenha um pouco de tudo, desde uma noite animada e confusa nas ruas de Roppongi ou Shinjuku, em Tokyo, a uma estadia num monastério budista no monte Koya, onde cada hora da madrugada é marcada pelos sons distantes de gongos e o dia começa sob a toada dos mantras.
Num país que tem um dos melhores transportes ferroviários do mundo -rápido, frequente e organizado-, é possível cumprir um roteiro completo em apenas três semanas,vendo e ouvindo os sons do Japão…..e o Amor pela Natureza….

No video os sinais dos Farois,os mais comuns tem o chamado kakkō (カ ッ コ ー, cuco) e o piyo um pouco menos melódico (ピ ヨ), que imita canção de pássaro comum para orientar pessoas com deficiencia visuais. Aliás, um som kakkō  indica um cruzamento  que vai de leste a oeste, enquanto piyo é usado para o sentido norte-sul.

Publicado em Imagens do Japão, Impressoes do Japão | Deixe um comentário