A Volta do DC-3

História resgatada….

boulevard_lacador_-_varig_experience_-_credito_roberto_furtado_11Nesta terca-feira (26/07/2016) o Boulevard Laçador de Porto Alegre(Avenida dos Estados, 111), apresenta o Douglas DC-3 da Varig, PP-ANU, completamente restaurado e lindamente exposto em um ambiente agradável. Certamente mais um ponto turístico se consolida na capital gaúcha, o berço da Pioneira da aviação comercial brasileira. Parabéns a todos os envolvidos…

A visitação é gratuita e ocorre aos sábados e domingos, de 30 de julho até 28 de agosto, das 12h às 18h. É possível visitar também o interior da aeronave que tinha lotação máxima de 32 passageiros. A cabine de comando também pode ser conhecida.

13599996_282778728750754_3062212508304035747_n13669073_282778725417421_8234132376145502270_n13781663_282778732084087_1792515136725943500_n

Fotos Ricardo Zamorano

http://www.varigexperience.com.br/

Histórico: Adquirido em 18/08/1936 pela American Airlines, recebeu a matrícula NC16009 “District of Columbia“. Em 07/01/1948 foi vendido à empresa Parks Airlines. No Brasil, pertenceu à VASP em 01/03/1951 onde recebera matrícula PP-SQH; em 22/07/1953 à Aeromarte Importadora Ltda.; em 22/07/1953 foi comprado pelo empresário Hilton Machado, dono da Transportes Aéreos Nacional, para compor a frota daquela empresa o qual recebeu a matrícula PP-ANU. Em 01/09/1956, passou a pertencer a Real Transportes Aéreos. em 1959 a aeronave estava em negociação de venda à Willys Overland do Brasil. Entretanto, dias antes da entrega oficial, em 29/09/1959, enquanto estacionado no Aeroporto de Congonhas/SP, a aeronave é atingida na cauda por um Curtiss Comander PP-BTE da Paraense que fazia um pouso de emergência . Com a parte traseira seriamente danificada, tratou-se de substituí-la pela cauda do DC-3 PP-ANI (c/n 34293), que havia sido destruído parcialmente em um incêndio em um hangar em 1961. Devido ao acidente, aWillys desiste da compra do avião, optando-se pelo DC-3 PT-BFU . Finalmente restaurado e voando nas cores da REAL devido ao consórcio REAL-Aerovias-Nacional, em agosto de 1961, foi a vez desta companhia ser absorvida pela VARIG. Quando do registro junto a empresa gaúcha, em 16/11/1966, possuía 52.308 horas de vôo, sendo considerado o DC-3 brasileiro que mais voou até então, até sua desativação, em 1969.

O PP-ANU estava de posse do Musal – Campo dos Afonsos e este cedeu em regime de comodato a um grupo encabeçado pelos comandantes Penteado e Comenho além dos engenheiros Tor e Flávio, cujo interesse era o de recuperar aquela aeronave, sendo que toda a reforma seria realizada nas oficinas da VARIG. Oprojeto, de iniciativa de funcionários desta empresa, com o patrocínio de outras e o apoio da própria VARIG, tinha como idéia colocar o avião em condições de vôo e com as cores originais da VARIG e com o prefixo comemorativo PP-VRG. Mais tarde foi transferida para Porto Alegre onde está até hoje.11125229753_7f5c34c980_b

Esse post foi publicado em Historias da Aviação, VASP. Bookmark o link permanente.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s