RAT -Quando Param As Turbinas

RAT- RAM AIR TURBINE DE UMA AERONAVE DE GRANDE PORTE.11703113_975468422498598_6925655988881542482_n

As aeronaves de categoria transporte como Boeing 767 e 777seria impossível o piloto comandar a mesma em voo sem sistemas hidráulicos. em caso de falha de todos os sistemas existe uma ultima linha de defesa ao piloto para manter os comandos da aeronave, que é uma bomba hidráulica acionada por uma hélice usando o vento relativo.

A RAT é instalada na aeronave para fornecer energia elétrica ou hidráulica se caso a fonte primaria de energia da aeronave falhar.

A RAT é basicamente uma hélice (turbina) de passo automático que aciona um gerador elétrico ou uma bomba hidráulica dependendo do projeto da aeronave. A RAT é normalmente instalada em uma superfície inferior da fuselagem acomodada em um alojamento com porta. A RAT é acionada para extensão na cabine de comando e pode ser acionamento mecânico através de alavanca ou elétrico.11702746_975468499165257_6854739377210502719_n

Em algumas aeronaves a RAT estende automaticamente quando o sistema hidráulico falhar ou/e ocorrer uma falha do sistema elétrico.

11666163_975473159164791_5787688029995100996_nO maior fato histórico na aviação de uso da RAT para salvar a aeronave e seus ocupantes foi um 767 da AIR CANADA que voando a 41.000 Pés perdeu os dois motores. A perda dos motores foi devido as indicações erradas do sistema de combustível. Sem os motores a RAT, usando o ar de impacto manteve os sistemas hidráulicos funcionado para que o piloto pudesse executar um voo planado. A aeronave pouso em uma pista de corrida(Antiga pista de pouso) somente quebrando o trem de pouso de nariz (Veja foto). Todos os ocupantes saíram ilesos do ocorrido.

É a tecnologia a favor da vida humana.

Fonte-Aviação No Direito

Na verdade,nesse acidente da Air Canada que ficou conhecido como Gimli Glider,houve uma serie de erros ,o principal foi reabastecerem o avião,quando houve uma troca de mudanças na conversão  Kgs/Libras e falha no FMC.

Esse post foi publicado em Historias da Aviação. Bookmark o link permanente.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s