Oa Primeiros Boeings de Cada Tipo No Brasil

BOEING 707 b-1 O quadrimotor que revolucionou o transporte intercontinental chegou ao Brasil pela VARIG, quando recebeu o PP-VJA que foi um Boeing 707-441, recebido pela empresa em 17 de Junho de 1960 e voou até Outubro de 1979. O 707 voou no Brasil por décadas até sair da cena cargueira em 2008 pela BETA Cargo BOEING 727b-2 O Boeing 727 foi ícone do transporte doméstico no final dos anos 70/80, operado por todas as 4 empresas da época. O primeiro modelo foi o 727-100 que tem uma história curiosa: A VASP comprou 4 727-100, mas no desenvolver da história optou por trocar por um número igual de 737-200 que atenderiam melhor aos interesses da empresa, coube a VARIG ficar com os aviões, no entanto a CRUZEIRO também encomendou e receberia primeiro, mas uma série de eventos na saudosa empresa azul-turquesa fez com que a VARIG recebesse o avião e o colocasse em serviço. O primeiro 727-100 do Brasil foi o PP-VLD recebido em 23 de Outubro de 1970 – boa data não? – e ficou até o fim de sua vida operacional na VARIG sendo transformado inclusive em cargueiro. A operação do 727-100 foi intensa, com a TRANSBRASIL padronizando sua frota no tipo durante 70 e começo de 80. Já a VASP acabou retomando a vanguarda e foi então a pioneira do 727-200 quando recebeu o PP-SNE em 19 de Abril de 1977. A história dos 727 no Brasil terminou com a versão -100 e -200 sendo operadas pela VARIGLOG ao longo da primeira década deste século.

BOEING 737

10859743_391349331021726_1308941193_n Tipo mais comum de avião em nossos céus, praticamente todas suas versões voaram no Brasil, exceto os -100, -600 e -900. A VASP foi a pioneira em 737-200 e -300. O primeiro 737-200 do Brasil foi o PP-SMA que chegou em 18 de Julho e 1969, apenas em 1974 a VARIG receberia os seus e em 1975 a CRUZEIRO. O avião teve sucesso tal no país que até a FAB o utilizou. Já em 18 de Abril de 1986 chegava o PP-SNS para a VASP era o primeiro 737-300 do país, seguido logo depois por outros na VASP e na TRANSBRASIL (primeiro nesta foi o PT-TEA). A versão alongada, 737-400 estreou no país em 1989 ao dia 23 de Junho de 1989 com o prefixo PT-TEL e sua cauda coloridíssima pela TRANSBRASIL. Fechando a família “classic” como são conhecidos os -300/-400/-500 coube a Rio-Sul em 23 de Outubro de 1992 receber o 737-500 PT-SLN, novo de fábrica, na época batizado de Boeing 737-500 Regional por marketing e foi o cavalo de batalha da disputa entre Rio-Sul e TAM (737-500 vs Fokker 100) na aviação regional nos anos 90. A Boeing desenvolveu a família NG, Next Generation, composta pelas versões -600, -700 e -800 inicialmente, o -600 sucedia o -500, o -700 o -300 e o -800 o -400, posteriormente veio o -900 e agora já teremos a MAX. Os Boeing 737-700 desembarcaram na America Latina na Argentina, quando a LAPA recebeu o LV-YYC, até então exceto a versão -100, todos primeiros operadores no continente tinham sido Brasileiros. Mas a VARIG recebeu o PP-VQA em 25 de Novembro de 1998 e operou algumas unidades deste avião, cuja imagem é diretamente associada a GOL maior operador de 737NG do Brasil. Já o 737-800 chegou pela VARIG também em 10 de Setembro de 2001 quando o PP-VSA, serial 30571 pousou em Porto Alegre. Este avião se apegou ao Brasil e quando saiu da VARIG foi para a GOL em 2007 como PR-GIP e voou lá até 23 de Janeiro de 2015 quando foi embora da empresa laranja. Não tivemos 737-900 no Brasil, a GOL (que teve seu primeiro 737-700 PR-GOL e primeiro -800 como PR-GOJ) não optou por esta aeronave e nenhum outro operador se interessou até o momento, quando vemos Airbus A321 voando por aqui, me questiono o porquê disso. BOEING 747b-4-625x171 O Jumbo dispensa apresentações. chegou ao Brasil na versão -200 pela VARIG como PP-VNA em 30 de Janeiro de 1981, voou pela primeira vez nas cores da extinta empresa gaúcha em 12 de Fevereiro de 1981 em voo especial na rota BSB-CGR com o presidente João Figueiredo a bordo e seguiu CGR-POA-GIG. Seu primeiro serviço internacional foi no mesmo dia como VARIG 860 GIG-JFK. Ficou no Brasil até 1996 quando foi para a Cathay Pacific (em 1993/1994 voou com matricula Brasileira arrendado para a Aerolineas Argentinas). A VARIG trouxe a versão -300 em 10 de Dezembro de 1985 quando recebeu o PP-VNH, este avião voou até 2000 na empresa, inclusive foi o primeiro jumbo a ter a nova pintura (barriga azul em 1996) e fez passagem baixa no Santos-Dumont (SDU/SBRJ), foi também o último 747 da VARIG. A versão -400 também voou por aqui sendo o primeiro o PP-VPI recebido pela VARIG em 07 de Setembro de 1991, os -400 duraram pouco tempo voaram de 1991 até 1994 pela VARIG que teve no total 3 unidades do maior jumbo até então na época. Não tivemos 747-100 e nem 747-8i. O avião voou apenas na VARIG, mas a TRANSBRASIL quase trouxe uma versão cargueira, o que não se concretizou. BOEING 757b-5-625x196 O Boeing 757 teve vida curta no Brasil, quis assim a história. Foi encomendado pela TRANSBRASIL junto com os 767-200 em 1983, mas não teve nenhuma unidade recebida por esta empresa, acabou a VARIG no seu momento de crise adotando uma frota de 757 para recompor seus serviços em 2004, precisamente em 4 de Setembro daquele ano a empresa gaúcha recebeu o PP-VTQ, um dos 4 oriundos da Ibéria, voaram 2 anos até em 2006 saírem da empresa. O avião teve unidades cargueiras voando pela VARIGLOG e também a OceanAir teve um exemplar com winglets voando passageiros, o PR-ONF. BOEING 767Transbrasil_Boeing_767-200_PT-TAA_MIA_1989-7-20 A resposta da Boeing ao Airbus A300 chegou ao Brasil justamente pela primeira empresa a se interessar por Airbus no país: TRANSBRASIL. Em 23 de Junho de 1983 o PT-TAA com asa e detalhes em Azul chegou a Congonhas, isso mesmo em Congonhas, e compôs a frota da TRANSBRASIL até o seu fim, tendo sido desmanchado em Brasilia recentemente. O PT-TAA era da versão -200, a versão -300 voou no Brasil e teve como sua primeira operadora a VARIG que recebeu o PP-VOI em 21 de Dezembro de 1989 que voou na empresa até 2007 quando saiu da companhia. A VARIG e TRANSBRASIL operaram o 767-200/300 em grande número sendo as principais operadoras, atualmente o -300 segue escrevendo sua história no Brasil pela TAM que recebeu inclusive aviões bem novos ex-LAN. Sua versão maior, o -400, não foi operado por nenhuma empresa Brasileira. BOEING 777b-6-625x312 Ah, o T7, nem falo deste avião, ele tira o fôlego, não tem o charme e mística do 747, mas tem uma nacele de motor que é simplesmente o diâmetro de um 737! Pois bem, este gigante seria lançado no Brasil pela TRANSBRASIL que reservou inclusive a matrícula PT-TGA para ele, de acordo Omar Fontana o TG era de THE GIANT, mas acabou foi a VARIG recebendo o avião em 02 de Novembro de 2001 com matricula PP-VRA, batizado Otto Meyer, fundador daquela empresa. Poucos sabem mas VASP teria 777 para substituir MD11, mas o avião não veio (assim como tantos outros prometidos pela VASP na Era Canhedo). Já a TAM trouxe a versão -300 do T7, com o PT-MUA recebido em 17 de Agosto de 2008 BOEING 787b-7 Bom, o 787 por aqui não há ainda, tivemos até encomenda da OceanAir, mas transferido para a Avianca Colombia. Comentou-se em TAM, GOL, VARIG (a da GOL) tendo este avião e até a Azul foi cogitada, mas o moderníssimo 787 não deu as caras pelo Brasil com bandeira do país e sinceramente não vejo possibilidade disso em futuro próximo. O Brasil teve praticamente todos os Boeings da era 7×7, exceto o 717 (que os fãs mais “fanáticos” dizem não ser um Boeing, afinal era o MD95). Não tivemos todas as versões como por exemplo não houve 737-100/600/900, 757-300 e outros citados, enfim, Boeing no Brasil é sinônimo de avião, hoje (Abril de 2015) no país operam quase 200 Boeings desde o 727-200 cargo até o 777-300 paxs na TAM. São quase 150 737NG voando pela GOL, 11 clássicos 727-200F na RIO e TOTAL. Sobre o Autor Alexandre Conrado, Piauiense, amando e pesquisando aviação comercial desde 1982, dedicando-se profissionalmente em Aeroportos e Manutenção há 14 anos. É apaixonado por hélices, poucos jatos e música eletrônica. Consultor na ACW Consultoria em Aviação e Hotelaria.

Fonte: Aviões e Musicas

Esse post foi publicado em Historias da Aviação, VASP. Bookmark o link permanente.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s