Sonho dos Pilotos-Sair de Casa Voando…

Wings n wheels 1Spruce_Creek_parque_residencial_aereo_08Spruce Creek, no nordeste da Flórida (EUA), a poucos quilômetros ao sul de Daytona Beach, é uma das comunidades residenciais mais exclusivas do mundo. Conhecido como parque residencial aéreo, Spruce Creek dispõe de 5.000 habitantes, 1.300 casas e 700 hangares, que compartilham uma vida única nesta aldeia privada fechado em torno de um aeródromo privado. Em vez de uma garagem, a maioria das casas em Spruce Creek têm um hangar, e a entrada leva diretamente a uma pista de 1.200 por 45 metros com aproximação por instrumentos.Spruce_Creek_parque_residencial_aereo_02 Existe um campo de golfe, vários clubes de vôo, Locação de aviões, treinamento de vôos, e 24 horas de segurança patrulhada. Para aqueles cujas vidas giram em torno de aviões, Spruce Creek é um paraíso. O morador mais famoso de Spruce Creek foi o ator e piloto John Travolta, que viveu no residencial por muitos anos. Travolta foi expulso do parque por reclamações de moradores do airpark que se ressentiam da enorme ruído gerado por seu Boeing 707, um ex-jato da Quantas Airline  e em parte porque o seu avião era muito grande para a pista de Spruce Creek. No início Travolta foi processado pelas mesmas pessoas que queriam impedi-lo de pousar um outro grande jato na pista local, um Gulfstream II .

fokker triplane Além de um Boeing ocasional, aeronaves de Spruce Creek consistem de uma impressionante coleção de Cessnas e Pipers, um P-51 Mustang, vários L-39 Albatroz, um Eclipse 500, um francês Fouga Magister e até mesmo um jato russo MiG -15.

Além de todos os aviões e carrinhos de golfe, é também possível ver Lamborghinis, Corvettes, motocicletas de todos os tipos e até mesmo um Porsche GT2. Spruce_Creek_parque_residencial_aereo_09

O povo de Spruce Creek vive em uma comunidade muito unida. A maioria deles são pilotos profissionais e falam no jargão da aviação. Outros são médicos, advogados e especuladores imobiliários, mas todos eles são, sem exceção, louco por aviação. Todo sábado de manhã, alguns deles se reunem ao lado da pista, decolam em grupos de três e voam para um dos aeroportos locais para tomar o café da manhã: uma tradição que eles chamam de Gaggle  de manhã de sábado . Spruce_Creek_parque_residencial_aereo_04Mas Spruce Creek não é o único airpark residencial dos EUA. O conceito foi desenvolvido pela primeira vez após a Segunda Guerra Mundial, quando a Administração Aeronáutica Civil propôs a construção de 6.000 airparks residenciais em todo o país ,esse era uma antiga Base Naval. Embora esse número nunca tenha sido alcançado, a proposta inicial gerou impulso suficiente para pavimentar o caminho para décadas de interesse e investimento no que se tornou uma grande e ativa rede de comunidades de aficionados pela aviação. Hoje, existem mais de 600 comunidades airparks nos Estados Unidos, com a maior concentração no Arizona, Colorado, Flórida, Texas e Washington. Spruce Creek é a maior delas. Spruce_Creek_parque_residencial_aereo_01Spruce_Creek_parque_residencial_aereo_05Spruce_Creek_parque_residencial_aereo_03 Fonte: Wired

john-travoltaA nova casa de John Travolta foi construída no final de uma pista de voo de 2.300 mts do condomínio Jumbolair, na cidade de Ocala, na Flórida. O ator pode estacionar seu jato Gulfstream II e seu Boeing 707 na garagem e encher o tanque das aeronaves em um posto de abastecimento do local, pagando com cartão de crédito e atravessar a passarela que vai da porta de casa até a cabine do avião.

VHEBM tornou-se N707JT

Travolta sabia que  tinha comprado uma peça única da história.A Qantas queria um avião que tivesse maior alcance do que o padrão 707-100 voando pela American Airlines e Pan-American e encomendou a Boeing  um pedido que ficou 10 pés (3,3 metros) mais curto, mas apenas 13 foram fabricados.O VH-EBM foi entregue à companhia aérea em 1964 e voou  até que foi vendida para a Braniff International Airways em 1969. Foi convertido em jato VIP em 1973 e teve inúmeros proprietários, incluindo o cantor Frank Sinatra e o bilionário Kirk Kirkorian.

Travolta firmou um acordo com o então presidente-executivo da Qantas, Geoff Dixon para pintar o avião nas cores da Qantas e viajar como embaixador da companhia aérea, um trabalho que ele claramente apreciaQualquer avião deste tamanho é muito caro“, Travolta admitiu. “Eu fiz isso por quatro anos do meu próprio bolso e foi muito mais fácil fazer um sistema de trocas e promover a companhia aérea.

A obra da casa custou R$ 44 milhões e a taxa de condominio mensal para os proprietários do Jumbolair é de R$ 65 mil.Alem dos Jatos, tem  mais 4 aeronaves, um Eclipse, um caça Soko iugoslavo e dois ultraleves.

Esse post foi publicado em Historias da Aviação. Bookmark o link permanente.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s