A Necessidade da Descida De Emergência

4-decompressionQuando a tripulação de cabina informá-lo de ” colocar a sua própria máscara antes de ajudar os outros”, eles não estão brincando .

Esse Boeing da Aloha Airlines obrigou a Vasp a reforçar a estrutura da frota inteira dos 737-200. O ar em alta altitude é tão rarefeito que  em caso de uma descompressão explosiva, seus pulmões só seriam capazes de fornecer ao seu cérebro, oxigênio suficiente para mantê-lo acordado durante cerca de 30-45 segundos dependendo do seu estado físico e  da altitude real . Durante esse tempo, você se sente cada vez mais eufórico, em seguida, tonto , finalmente, você seria incapaz de tomar decisões antes de cair na inconsciência. Enquanto um minuto pode parecer muito pouco tempo, os efeitos colaterais da falta de oxigênio para o cérebro ( hipóxia ) tornam ainda mais importante para você obter oxigênio suplementar , o mais rapidamente possível,podendo entrar em coma em 5 minutos.

No Centro Aeroespacial da Aeronautica,os testes de resistência individuais,onde os pilotos executam algumas tarefas como testes matemáticos ate começarem a sentir  os sintomas da falta de oxigênio ,são sempre acompanhados por pessoal preparado para tira-los da Cabine de Teste de Despressurização .

Para piorar a situação , o ar em altitudes elevadas é congelante. As temperaturas em torno de -60 graus Celsius (-76 ° F) não são incomuns. E as circunstâncias  de ocorrer  descompressão são susceptíveis de envolver uma explosiva entrada de ar provocando muito ruido , detritos na cabine voando e  na maioria dos casos ,  névoa visível, enquanto a aeronave executa uma descida muito acentuada em curva para diminuir a Força G,  todas elas susceptíveis de colocar passageiros em estado de choque . Se algo assim acontecer com você , não se esqueça de seguir o conselho de emergência e colocar sua própria máscara em primeiro lugar.

5-oxygen-masksAs pequenas máscaras  amarelas que  fornecem oxigênio fazem exatamente isso , mas não da maneira que a maioria das pessoas pensam. Enquanto você imagina que  estaria respirando  oxigênio puro, semelhante aos de um tanque de mergulhador ou máquina hospitalar, a realidade não é nada disso. Cada conjunto de quatro ou cinco máscaras está ligada a um gerador químico , que é inflamado ao puxar qualquer uma das máscaras para baixo . A queima que chega a 250°C do clorato de sódio , peróxido de bário , perclorato de potássio e pó de ferro produz mais oxigênio do que as necessidades do fogo de se auto- sustentar  e esse oxigênio extra é o que você respira. Vai ser quente, fumacento  e têm  cheiro desagradável e sabor.

Claro que , o metal não pode queimar para sempre  e vai terminar após cerca de 12-15 minutos, o que deve dar aos pilotos o tempo suficiente para manobrar a aeronave ,descendo em emergência para uma altitude respirável a 10.000 fts . A máscara  pequena e frágil não é filtrada ou fechada, o que significa que ela não irá protegê-lo contra o fogo ou fumaça se já estiverem presentes na cabine. Mas  não se preocupe, o  oxigênio dos pilotos é engarrafado , e tem a duração de cerca de duas horas em media .

Esse post foi publicado em Historias da Aviação, VASP. Bookmark o link permanente.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s