Kaihōgyō-A Incrivel Maratona

marathon-monkO monge japonês de 54 anos de idade, Genshin Fujinami,mais um que conseguiu completar o que provavelmente é a corrida mais cansativa da história:  7 anos e 24.800 milhas (+~ 40.000 km ) de viagem – o equivalente a uma viagem ao redor do mundo!

Estas corridas  normalmente começam durante a noite e tem muitos trechos de montanhas que são irregulares e mal sinalizadas . Durante os meses de inverno, as baixas temperaturas e neve são um grande obstáculo para os corredores . Estes monges não usam o mais recente calçado e vestuário apropriado, mas sandálias de palha , uma roupa toda branca e um chapéu de palha . Eles também tem uma dieta de vegetais, tofu e sopa de missô, que os atletas modernos e nutricionistas  consideram ser totalmente inadequada para provas de resistência.
Desde 1885, apenas 46 outros chamados “monges maratona ” da seita Tendai  sobreviveram ao ritual, que data do século VIII ,que  acreditam ser o caminho para a iluminação, de acordo com monges do templo.
Alguns fizeram isso duas vezes, muitos outros não viveram ate o fim da corrida. Tradicionalmente, qualquer monge ou gyōja , que não pode continuar até o fim não deve mais viver ,o que explica as muitas tumbas não identificadas nas colinas do Monte Hiei.
800px-Mount_Hiei_from_Kyoto_-_IMG_5701Um rigoroso regime determina que em cada uma das viagens dos primeiros três anos, o peregrino deva subir à meia-noite por 100 dias consecutivos para orar, percorrendo uma trilha de 18 quilômetros ao redor do Monte Hiei – parando 250 vezes para rezar ao longo do caminho . Ele pode transportar apenas velas, um livro de orações,uma corda,uma faca e um saco de comida vegetariana. [ …]

162px-Okunoin_FudoMyooSeu trecho mais difícil, no entanto, vem durante o quinto ano, quando ele deve sentar-se e cantar mantras por nove dias sem comida, água ou sono,acompanhado por 2 monges,um em cada lado, em um ensaio para o ” Doirí “, ou ” entrar no templo “.Provavelmente devem se auto -hipnotizar para suportar este martírio as portas da morte,onde somente no quarto dia podem molhar a boca,sem engolir a agua .
No sexto ano , andam 37,5 milhas todos os dias por 100 dias. E no sétimo ano,  percorrem 52,5 milhas/dia por 100 dias e  em seguida, 18 milhas/dia por mais 100 dias,alem das tarefas normais do templo, antes de voltar , localizado na cidade de Otsu, cerca de 234 milhas a sudoeste de Tokyo .
( Foto: Kyodo / AP -Wikippedia

Esse post foi publicado em Impressoes do Japão. Bookmark o link permanente.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s