Leilões da Varig

varig pintura antigaEmbora o resultado tenha ficado abaixo do valor de avaliação inicial de R$ 27,670 milhões, o 5º leilão de imóveis da antiga Varig, ocorrido nesta quinta-feira,13 de Setembro de 2013 pela 1ª Vara Empresarial do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro, foi considerado positivo pelo gestor judicial da empresa, Jaime Canha. O leilão arrecadou R$ 12,4 milhões, além de R$ 2,58 milhões em lances condicionais, que ainda dependem de confirmação, por terem ficado abaixo de 50% do valor estabelecido para os bens.

“O setor de leilões deu uma arrefecida, não está mais igual como estava até o ano passado”, manifestou Canha. Ele se mostrou, porém, otimista, uma vez que novos quatro leilões estão programados, sendo um na próxima semana, para venda de equipamentos de informática e de escritório e automóveis da Varig, dois em novembro e outro previsto para março de 2014.

O dinheiro arrecadado nos leilões será utilizado, com prioridade, para o pagamento dos credores, conforme determina a Lei 11.101, conhecida como Lei de Falência. “Hoje, você tem o pagamento dos ex-funcionários que lá (na Varig) trabalharam e que ainda trabalham”.

O juiz Luiz Roberto Ayoub, titular da 1ª Vara Empresarial do Tribunal de Justiça do Estado do Rio, disse à Agência Brasil que em primeiro lugar deverão ser pagos o que a lei chama de créditos extraconcursais, ou seja, os créditos constituídos após a data de decretação de falência da empresa, o que representa um valor baixo, segundo ele. Em seguida, os trabalhadores até o limite de 150 salários mínimos e, depois, os credores com garantia real, ‘entre os quais e, em especial, o (fundo de pensão) Aerus”.

Todos os valores decorrentes da arrematação dos bens serão depositados em conta judicial para efeito de pagamento posterior, disse Ayoub. “Eu não posso iniciar o pagamento agora, porque ainda há recursos em Brasília’, disse. Afiançou, entretanto que, na prática, os trabalhadores serão os primeiros a receber ‘e, logo depois, o Aerus”.

Jaime Canha informou que as dívidas trabalhistas estão em apuração. “A gente está aguardando finalizar a operação, principalmente por causa do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), que está sendo calculado agora”, declarou. Canha não soube precisar o valor da dívida com os funcionários da Varig, mas admitiu que se aproxima de R$ 1 bilhão.

Ao todo, estão sendo postos à venda nos leilões bens móveis e imóveis da Varig, além de automóveis, equipamentos e concessões de rádios. Todos os pregões ocorrem no Rio de Janeiro. Nos quatro leilões anteriores, a arrecadação total alcançou em torno de R$ 35 milhões.

Jaime Canha acredita que o resultado a ser apurado nos próximos leilões permitirá iniciar o pagamento do Aerus. Destacou, entretanto, que a sentença de falência ainda não foi confirmada pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ). “Existem dois recursos especiais que ainda não foram julgados no STJ. Enquanto esse evento não acabar, o doutor Ayoub não pode fazer os pagamentos. A sistemática de venda dos ativos não tem problema. O problema é você desembolsar para os credores, uma vez que o STJ tem ainda que enfrentar essa situação”.

No leilão de hoje foram oferecidos 19 lotes de imóveis localizados nas cidades do Rio de Janeiro, de São Paulo, Fortaleza, Guarapari, Belém e Florianópolis, além de dois lotes com estações de rádio no Rio Grande do Sul. O lote com maior arrecadação foi o de número 6, contendo três lojas no Edifício Presidente Wilson, no centro do Rio de Janeiro, arrematado por R$ 2,750 milhões. Proporcionalmente, porém, o maior ágio foi registrado para o lote 12, vendido por R$ 390 mil, para uma vaga de garagem na Avenida Paulista, em São Paulo, cujo valor inicial foi R$ 7,2 mil

NEOVAR~12Sete meses após o início da liquidação da Varig Logística S/A, será realizado o segundo leilão de bens da massa falida da companhia na próxima quarta-feira. O leilão, que acontecerá em duas rodadas, com lances exclusivos pela internet, terá caixas-pretas, turbinas para Boeing 727, computador de bordo, radares, indicadores de altitude, sensores e miniaturas de avião. Os 245 itens que serão leiloados estão avaliados em R$ 599 mil, segundo a Superbird Judicial, responsável pelo leilão.

O objetivo do leilão, determinado pela 1ª Vara de Falências e Recuperações Judiciais de São Paulo, é arrecadar fundos para o pagamento de credores da empresa, que teve a falência decretada em setembro de 2012.

O primeiro leilão da massa falida da Varig Logística será realizado nesta sexta-feira e contará com cerca de 200 itens, segundo informações da casa de leilões Superbid. Entre os itens leiloados estão turbinas e pneus de avião, miniaturas de aeronaves, um aparelho de raio-X, esteirasmetálicas para o transporte de cargas, um carro de luxo blindado, entre outros.

De acordo com a Superbid, os bens são avaliados em R$ 1,3 milhão e estão estocados no aeroporto de Cumbica, em Guarulhos (SP), onde ficava o maior terminal de cargas da companhia. A venda dos itens foi determinada pela 1ª Vara de Falências e Recuperações Judiciais de São Paulo. A Varig Logística teve a falência decretada em setembro de 2012.

Os lances serão feitos exclusivamente pela internet por meio do site http://www.superbidjudicial.com.br. Os interessados devem se cadastrar previamente no site e dar os lances entre às 14h30 e 18h22 de amanhã. O horário pode ser prorrogado caso a disputa lance a lance se estenda para além do horário determinado.

Os interessados em visitar o local onde os bens estão guardados devem agendar a visita enviando e-mail para visitacao@superbidjudicial.com.br informando nome completo e RG.

De acordo com a Superbird, os lotes custam a partir de R$ 100. O item com maior preço inicial é um raio-X para bagagens, avaliado em R$ 95 mil. Todos os bens estão estocados no aeroporto de Cumbica, em Guarulhos, onde ficava o maior terminal de cargas da companhia.

Os lances podem ser feitos por meia do site da Superbird Judicial. O encerramento do leilão ocorre a partir das 14h30 da próxima quarta-feira. Para agendar uma visita ao local onde os bens estão guardados é necessário escrever para visitacao@superbidjudicial.com.br informando nome completo e RG.

Esse post foi publicado em Historias da Aviação. Bookmark o link permanente.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s