Kōmō e Nan-ban Jin

650px-NanbanCarrackO primeiro encontro do Japão com o mundo ocidental.

As relações mútuas de intercâmbio entre os dois países, que ja duram mais de 470 anos, começaram no momento em que os portugueses chegaram à Ilha de Tanegashima em 1543. Isto marcou o primeiro encontro histórico do Japão com o mundo ocidental, embora o Japão já tivesse uma longa história de contactos com os países asiáticos tais como a China e a Coreia.

As atividades comerciais entre os dois povos designavam-se, no Japão, “Nan-ban Bo-eki”, pois os portugueses, tal como os espanhóis, na altura eram chamados “Nan-ban Jin” (bárbaros do sul) pelos japoneses. Nesse comércio, os portugueses traziam espingardas, pólvora, seda crua da China etc. para o Japão, e o Japão exportava prata, ouro, katanas (sabres japoneses), etc para Portugal.

As espingardas trazidas pelos portugueses espalharam-se rapidamente como arma de ponta entre os senhores feudais do Japão. O surgimento da infantaria equipada de espingardas surtiu uma mudança drástica na tática de guerra no Japão, que até a essa altura dava maior importância à cavalaria tradicional e consequentemente, introduziu uma influência no estilo de construção dos castelos nas instalações de defesa com varias janelas de guarita para mira.

Vestígios deixados pelo intercâmbio-O intercâmbio entre os dois países trouxe novos vocábulos para ambas as línguas. Do português para o japonês, por exemplo, pan (pão), koppu (copo), botan (botão), tabako (tabaco), shabon (sabão), etc. e do japonês para o português, biombo (byoobu), catana (katana), etc..

Entretanto, na área da culinária, alguns novos pratos foram trazidos de Portugal para o Japão. Por exemplo, segundo alguns autores, um bolo japonês chamado “kasutera”, diz-se ter sido desenvolvido a partir do pão-de-ló português. Outro tipo de bolo japonês chamado “konpeitoo” também tem nitidamente a sua origem portuguesa, proveniente do “confeito”. Estes bolos ainda encontram-se no dia-a-dia dos japoneses. Até o prato japonês mundialmente conhecido nos dias de hoje, o “Tenpura”, também se diz encontrar a sua etimologia no termo religioso português “(Quatro) Têmporas”, indicando uma época antes da Páscoa em que é aconselhado comer pratos de peixe e legumes como o de “Tenpura”, assim evitando o consumo de carne.
A seguir vieram holandeses, que, ao invés de serem chamados “Nanban” receberam o apelido de “Kōmō” (紅毛, literalmente “cabelo vermelho”), chegaram ao Japão em 1600, a bordo do Liefde. Seu piloto era William Adams, o primeiro inglês a chegar àquele país.

Em 1605, foram enviados dois tripulantes do Liefde ao Reino de Patani por Tokugawa Ieyasu, para aceitarem o comércio holandês com o Japão. O chefe do entreposto comercial holandês em Patani, Victor Sprinckel, recusou a oferta, pois estava já bastante ocupado com a oposição portuguesa no Sudoeste asiático. Em 1609, entretanto, o holandês Jacques Specx aportou com duas embarcações em Hirado e, com intercessão de Adams, obteve privilégios comerciais de Ieyasu.

Os flamengos também se engajaram na pirataria e combate naval para debilitar a presença portuguesa e as embarcações espanholas no Pacífico e, ao final das contas, tornaram-se os únicos ocidentais a terem acesso permitido no Japão, através de Dejima, uma minúscula ilha artificial originalmente concebida para concentrar a comunidade portuguesa de Nagasaki.Em 1638 se dá a expulsão definitiva dos portugueses e espanhóis presentes em território niponico, e  o Japão  fica isolado pelos próximos dois séculos,proibindo estrangeiros ate o americano Comodoro Perry.

Esse post foi publicado em Impressoes do Japão. Bookmark o link permanente.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s