O Tesouro Imperial Secreto

Desde 690, a apresentação destes itens ao Imperador pelos sacerdotes shintoistas no santuário tem sido o elemento central da cerimônia de entronização imperial.

Esta cerimônia não é pública, e esses itens são, por tradição só vistos pelo imperador e alguns sacerdotes. Por causa disso, não há fotografias ou desenhos conhecidos deles,apenas retratos artisticos. Dois dos três tesouros (a jóia e a espada, assim como o selo do imperador e do selo do estado) foram vistos pela última vez em 1989 durante a cerimonia do  atual imperador Akihito quando subiu ao trono, e novamente em 1993, durante a entronização real , mas estavam envoltos em pacotes.

sanshu_no_jingiSanshu no Jingi 三種 の 神器

Também conhecidos como Mikusa no Kandakara, são o Tesouro Imperial do Japão e consistem na espada Kusanagi (草 薙 剑), o espelho Yata no Kagami (八 咫 镜), e a jóia Yasakani no Magatama (八尺 琼 曲 玉 ou 八 坂 琼 曲 玉).Eles simbolizam os valores primários de Valentia (a espada), sabedoria (o espelho) e benevolência (a jóia) , bem como a ascendência divina da família imperial .

São considerados como lendários e sagrados e acredita-se estarem no Atsuta Santuário (热 田 神宫 Atsuta-jingu), em Nagoya para a espada,  o Palácio Imperial em Tóquio ou Santuário Meiji (明治 神宫 Meiji Jingu) para o espelho, e o Grande Santuário de Ise (伊 势 神宫 Ise Jingū) para a jóia.

Segundo a lenda, esses tesouros foram trazidos à Terra por Ninigi-no-Mikoto, o lendário ancestral da linha imperial japonesa, quando sua avó, a Deusa do Sol Amaterasu, enviou para pacificar o Pais. Tradicionalmente, eles são  um símbolo da divindade do imperador, como um descendente de Amaterasu, confirmando sua legitimidade como governante supremo do Japão. Quando Amaterasu se escondeu em uma caverna de seu irmão Susanoo, mergulhando assim o mundo em trevas, a deusa Ame-no-Uzume pendurou espelho e jóias fora da caverna ,atraindo-a para fora da caverna, momento em que viu seu próprio reflexo e ficou assustada o suficiente para que os deuses pudessem puxá-la para fora da caverna. Susanoo depois apresentou a espada Kusanagi para Amaterasu como um sinal de pedido de desculpas, que havia obtido a partir do corpo de uma serpente de oito cabeças() Orochi.

A posse pela dinastia sul do Tesouro imperial durante o período de dinastias do Norte e do Sul no século 14 levou cronistas modernos a defini-la como a dinastia legítima para fins de nomes de reinado e genealogia.

A importância desse Tesouro imperial do Japão é evidente também a partir das declarações feitas pelo Imperador Shōwa para Kōichi Kido em  de julho 1945, no final da II Guerra Mundial, quando ele ordenou ao” Senhor Guardião do Selo Privado do Japão” para protegê-los “custe o que custar”.

 

Esse post foi publicado em Impressoes do Japão. Bookmark o link permanente.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s