Porque essas Empresas Sobreviveram

O Banco da Coreia fez um estudo para entender melhor quais são as empresas mais antigas do mundo e quais são as características comuns que as fizeram sobreviver por tanto tempo. Segundo o estudo, existem 5.586 empresas de mais de 200 anos, dos quais 3.146 são empresas japonesas. Alemanha ocupa o segundo lugar com 837 entre as mais antigas do mundo, e os Países Baixos e a França empatam no terceiro lugar, com 196. Na Espanha, existem apenas quatro empresas com mais de 200 anos, todos eles destilarias: Raventóns, Bonastre Can, Codorniu e Chivite.

As mais antigas do mundo estão no Japão.ciasParece que uma das chaves para a sobrevivência de uma empresa  é o seu quadro de pessoal, verifica-se que quase 90% das empresas com mais de 100 anos , tem menos de 300 funcionários (talvez este fato esteja relacionado com o  Dunbar’s number) . Outra das características comuns destas empresas é que todas elas parecem ser controlados por famílias cuja prioridade não parece ser a de fazer tanto dinheiro quanto possível, mas  preocupados com a passagem da empresa para a próxima geração e que a empresa ofereça benefícios para a sua comunidade, funcionários e clientes.Outra particularidade japonesa e a transferência sempre do controle ao membro mais capacitado da família,envolvendo no caso da construtora Kongo Gumi,dirigentes que adotaram o sobrenome da familia. O povo japonês é especialmente cuidadoso sobre todos estes aspectos em suas empresas, enquanto algumas pessoas criticam alguns destes aspectos, dizendo que eles são uma das causas da desaceleração da economia japonesa durante as duas últimas décadas: “as empresas devem morrer e renascer para que o país progrida “. Alguns outros dizem que é uma das chaves para o sucesso do Japão: “a estabilidade e a força das nossas empresas faz com que nossa economia seja robusta e resistente a longo prazo”.

Outros como Ikujiro Nonaka (1991, p. 94 edição de novembro-dezembro da HBR) aponta que atualmente a qualidade casual de inovação é altamente reconhecida pelos gestores e faz referencia ao sucesso das empresas japonesas  pela sua capacidade de criar conhecimento , não por processamento de informação, mas sim por “abrir  conhecimentos tácitos e muitas vezes altamente subjetivos, intuições e palpites de funcionários individuais , fazendo esses insights ficarem disponíveis para testes e usado pela empresa como um todo.

Hoje em dia, as empresas mais antigas no Japão estão relacionados com a construção, hotelaria, metalurgia e serviços. Eu me pergunto como é que esta lista sera daqui 200 ou 300 anos, que tipo de empresas, haverá na lista? Será que Microsoft, Apple, Google, VW,Samsung continuam no mercado?A minha aposta e naquelas que contribuírem para não agredir o meio ambiente e valorizarem seus colaboradores.

Esse post foi publicado em Impressoes do Japão, Notícias e Política. Bookmark o link permanente.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s