Ainu,o povo Aborigene do Japão

No Periodo glacial 18.000 anos atras, Hokkaido estava ligada por pontes de terra  a Ásia e os antepassados ​​do povo Ainu numa longa peregrinacao cruzaram para Hokkaido em busca de alimentos e la ficaram .
Existem poucos agora,no entanto, é impossível olhar para estes rios e montanhas, sem pensar na visão sagrada do lugar para eles.Os Ainus percorriam essas terras em razão da vida de coleta, ou iwor, onde pescavam  o salmão, caçavam urso, e juntavam madeira e bagas. As coisas vivas que os sustentavam,para  eles eram deuses disfarçados, espíritos visitantes do mundo terreno. Kamuy(deus)  tambem eram objetos inanimados : facas de caça e casas de bambu entre outras. Para o  Kamuy retornar ao mundo espiritual, os Ainu realizavam rituais, com doações de alimento e  oração. Sua cerimônia principal homenageava o urso-provedor de alimentos, pele, ossos e ferramentas. Eles chamaram o pico Dake Asahi  de Nutap-kamui-shir, que significa “montanha do deus, que contém a área dentro da curva do rio.”
Na aparência física , os homens tinham barbas e bigodes cheios. Ambos os sexos mantinham o cabelo na altura dos ombros. As mulheres tatuavam a boca e os lábios na  idade precoce de 10-12 anos. Uma vez que o processo de tatuagem fosse concluída, normalmente em torno de 14-15 anos de idade, ela então considerado como uma mulher e se preparava para o casamento.Uma das inumeras tradicoes que foram proibidas.

 Ainu, que em sua língua nativa significa “humano”,foi inicialmente o povo nativo do norte do Japão que tem uma cultura com raízes que remontam a mais de dez mil anos. Eles habitavam as Ilhas Kurile, no sul de Sakhalin, e parte do norte de Honshu, mas hoje vivem apenas em Hokkaido. Os Ainu dominavam as vias marítimas, tanto como caçadores e comerciantes, e nos seculos 14 a 17  serviram como importantes intermediários entre os mercados do Japão, Coréia, Rússia, China, Manchúria, e Holanda, no entanto, o predominio dos Ainu logo declinou. Em 1868 a agitação política no Japão trouxe a Restauração Meiji. O novo governo progressista incentivou os cidadãos japoneses a ir a Hokkaido para explorar seus recursos naturais. Uma inundação de imigrantes trouxe uma nova forma de vida para a ilha, que até então tinha sido a única província  Ainu. O governo Meiji e os recém-chegados japoneses viram a vida tradicional Ainu como um obstáculo ao progresso, e eles instituíram políticas de “civilizar” os Ainu. Dentro de alguns anos a maioria das terras , recursos e direitos tinham sido tomados, e em 1899 essas ações foram codificados como um “ato de proteção”, cuja real intenção era a de suprimir a cultura e forçar essas pessoas a assimilar a sociedade japonesa. Apesar dessas pressões, a cultura sobreviveu, e em 1997 uma nova mudanca de legislação, o Shinpo Ainu, tornou-se a primeira lei japonesa a apoiar a cultura Ainu e língua.Crescente número de japoneses estão enfrentando o estigma social,que tambem e o caso dos Burakumins  e admitem agora que  são descendentes de Ainus.

Anúncios
Esse post foi publicado em Impressoes do Japão. Bookmark o link permanente.

2 respostas para Ainu,o povo Aborigene do Japão

  1. Elmir disse:

    É triste em ver como o ser uma se acha superior ao próprio ser humano. Gostei das informações, mas seria tão legal que isso fosse mudado.

  2. SEIJI SATO disse:

    Eu nascí em Hokkaido em 1953, e conhecí alguns Ainus quando morava no Japão na infância, e imigrei para o Brasil em 1960, e atualmente moro no Rio de Janeiro, e tento estudar melhor este Povo Ainu, que quase foi exterminado em Hokkaido, onde o meu Avô imigrou lá pelo ano de 1910.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s