Tiro no Japão vira Noticia na Midia

Se você for japones e estiver  caminhando por Waikiki no Hawai, é apenas uma questão de tempo até que entreguem um panfleto de mulheres seminuas segurando armas de fogo, de um dos muitos clubes de tiro locais . A maior da cidade, o Royal Hawaiian  Shooting Club, anuncia instrutores fluentes em japonês, que também é o idioma padrão do seu site .

Durante anos, esses clubes tem como alvo turistas japoneses , atraindo-os para longe das praias dos Resorts e  Shopping Centers, para fazer coisas que são proibidas em seu próprio país. O horrível tiroteio em uma sala de cinema de Aurora, Colorado, foi um lembrete de que as leis americanas de controle de armas são os mais frouxos do mundo desenvolvido e sua taxa de homicídios com armas de fogo é o mais elevado . Dos 23 países “ricos”, os EUA tem uma taxa de homicídios com armas de fogo que é quase 20 vezes a dos  outros 22. Com quase uma arma de fogo de propriedade privada por pessoa, a taxa da América e a mais alta do mundo.O Iêmen com seus conflitos tribais está em segundo lugar, com uma taxa de cerca de metade dos Estados Unidos.

Em 2008, os EUA tinham mais de 12 mil mortes por armas de fogo . Todo o Japão teve apenas 11 , menos dos que foram mortos no tiroteio de Aurora .   2006 teve um surpreendente numero de dois mortos , e quando esse número saltou para 22 em 2007, tornou-se um escândalo nacional . Em comparação, também em 2008, 587 americanos foram mortos apenas por armas que tinham sido disparadas acidentalmente. Quase ninguém no Japão possui uma arma e os homicidios ocorrem por armas brancas. Com restrições muito onerosas para comprar e manter,são  poucos os  privilegiados . Mesmo  a Mafia Japonesa ( Yakuza) tende a abandonar as armas,ja que viram polemico assunto nacional,um tiro disparado.Turistas japoneses que disparam algumas rodadas no  Royal Hawaiian Shooting Club estariam quebrando três leis separadas do Japão – portar um revólver,  posse de balas sem licença, e outra violação por dispara-los – a primeira das quais por si só é punível com um a dez anos de prisão. E ilegal a compra, venda ou transferência, desde 1971. Qualquer pessoa que possuía um rifle antes,  é permitido mantê-lo, mas seus herdeiros são obrigados a entregá-lo à polícia uma vez que o proprietário falecer.

As únicas armas que os cidadãos japoneses podem legalmente comprar e usar são espingardas, carabinas e revolveres de ar comprimido e gas,e e espantosa a quantidade de replicas no mercado que são  absolutamente identicas,como essa metralhadora nessa loja de brinquedos.

O processo é detalhado por David Kopel no estudo  sobre controle de armas japonês, publicado em 1993 na Revista de Direito da Ásia-Pacífico , ainda citado como atual. (Kopel, é membro da National Rifle Association e uma vez escreveu na National Review que  leis mais rígidas de controle de armas poderiam ter parado Adolf Hitler.) Para obter uma arma no Japão, primeiro, você tem que participar de um dia de aula e passar por um teste escrito, que são realizadas apenas uma vez por mês. Você também deve tomar aulas e passar por treinamento especifico. Em seguida, dirija-se a um hospital para um exame mental e teste de drogas ( os proprietários de armas potenciais devem  provar sua aptidão mental), que você vai apresentar para a polícia. Finalmente, passar por uma verificação rigorosa de qualquer registo criminal ou associação com criminosos ou grupos extremistas, e você vai ser o orgulhoso proprietário de sua nova espingarda ou carabina. Só não se esqueça de fornecer a polícia  documentação sobre o local específico da arma em sua casa, assim como a munição, os quais devem ser bloqueados o acesso e armazenados separadamente. E lembre-se da polícia inspecionar a arma uma vez por ano ,retornar para re-exame da qualificação  a cada três anos. Mesmo a estrutura mais básica da abordagem do Japão de posse de armas é quase o oposto  da América.  Nos EUA a lei das armas começa com a afirmação do “direito do povo de possuir e portar armas” na Constituição  . A lei japonesa, no entanto, começou em 1958 afirmando que “nenhuma pessoa deve possuir uma arma de fogo ou armas de fogo ou uma espada ou espadas”, acrescentando mais tarde algumas exceções. Claro, o Japão e os EUA são separados por uma série de diferenças culturais e históricas muito mais amplo do que as políticas de suas armas. Kopel explica que, por qualquer motivo, japoneses tendem a ser mais tolerante com os amplos poderes policiais necessários para fazer cumprir a proibição. Mas até mesmo a polícia não portava armas de fogo  até que, em 1946, as autoridades de ocupação americana ordenaram seu uso.

Agora, a polícia japonesa recebe mais horas de treinamento  e investem mais em cursos de artes marciais, em parte porque eles so usam [as armas de fogo]  apenas na  mais rara das circunstâncias”. As vezes os vejo usando normalmente um longo bastão de madeira quando estão  de guarda em algum evento ou edificio publico . Não é muito fácil  equilibrar os custos e benefícios da abordagem incomum do Japão, que ajuda a manter a sua taxa de homicídios no segundo mais baixo do mundo , embora à custa de restrições que Kopel chama de “estado policial muito rigido.

Esse post foi publicado em Impressoes do Japão. Bookmark o link permanente.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s