QUEEN OF ALOHA

A Aloha Airlines que fez a Vasp retirar da operacao a frota do B-737-200,um de cada vez ,para reforcos estruturais depois que um pousou com um rombo enorme na fuselagem ,teve uma comissaria que voou mais de 50 anos pela mesma empresa.

A comissaria Bette Nash, tambem tem essa longevidade, voando pela Us Airways,Norma Heape pela Continental Airlines e outras mais antigas.

Conhecida pelos uniformes coloridos e alegres com motivos havaianos,ela foi vencida pela concorrencia do low cost.

UOL Viagens

Primeiro serviço de bordo em avião completa 85 anos em maio

 Quer coisa mais comum em uma viagem do que reclamar da “comida do avião”? Pois é, agora imagine um mundo em que não havia serviço de bordo. É claro que isso foi nos primórdios da história da aviação, mas hoje é impensável ficar num voo de 15 horas sem nem um copo de água. Até então, o jeito era preparar uma “marmitinha” para encarar uma viagem mais longa.

O serviço de bordo data de maio de 1927, há 85 anos, quando a Imperial Airways (antecessora da British Airways) deu início a esse tipo de atividade no transporte aéreo na rota Londres-Paris. O voo também foi o primeiro a contar com refeições de luxo. Havia um mordomo vestido de branco, que gastava pelo menos duas horas para servir apenas dez passageiros.   No armário desse avião, havia quatro doses de uísque, uma dúzia de garrafas de cerveja, dois galões de água com gás e 12 garrafas de água mineral, um pacote de biscoitos ou sanduíches e uma ou duas garrafas térmicas com água quente para preparar chá ou café.   O serviço de bordo foi sendo incrementado com o tempo, graças às novas tecnologias e à evolução do setor aéreo. No Brasil, companhias extintas como a Varig, a Vasp e a Transbrasil mantinham alto padrão de serviço de bordo, já que antigamente viajar de avião era para poucos no país.   Quem tiver interesse na história da British Airways poderá visitar a sede da companhia em Londres e conhecer o espaço dedicado ao patrimônio e à trajetória da empresa. Mais informações: www.ba.com/heritage

E pensar que retornando de Manaus de tripulante extra num voo da Transbrasil,depois de efetuar um  voo cargueiro,foi oferecido ate feijoada no trecho ate Brasilia.Agora servem bolacha e chegam a cobrar  a agua.Saudade do (bife,peixe ou frango,senhor….)

Esse post foi publicado em Historias da Aviação, VASP. Bookmark o link permanente.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s