Qual e a sua tribo

A moda japonesa geralmente traz à mente yukata, kimono, ou os uniformes escolares de marinheiros. E para muitas pessoas ao redor do mundo que estão interessados em moda, os estilos menos conhecidos e subculturas do Japão estão cada vez mais amplamente conhecidos. As modas nesta lista foram usados em momentos diferentes no Japão durante o século XX e ate hoje. Com alguns grupos de adolescentes japoneses estes estilos eram extremamente populares. Eles eram vistos como criativos e influentes na sua epoca .

Suke e mulher, e Ban significa chefe. Sukeban eram conhecidos como as gangues de meninas, que depois cometeram atos de violência e furtos. Essas gangues começaram a aparecer nos anos 60. Elas foram inspirados pelas gangues de rapazes conhecidos como Bancho, que esperavam um dia se juntar a yakuza. Havia uma gama bastante grande em tamanho para os grupos Sukeban, mas o mais conhecido foi a Aliança das Mulheres delinquentes de Kanto , que chegou a ter  20.000 mulheres. Grupos rivais, muitas vezes travaram brigas. As meninas Sukeban seguiam regras rígidas dentro de seus próprios grupos, e quebrá-los resultavam em espancamento. Ser queimado com um cigarro era considerado apenas uma punição leve. Sukeban foram sempre vistas em seus uniformes de marinheiro. Elas usavam saias plissadas que desciam ate seus pés, e  personalizavam seus uniformes com bordados.

Takenokozoku foram alguns dos primeiros grupos a tornar  Harajuku em um dos locais mais conhecidos para ver moda de rua japonesa. O estilo era popular no final dos anos 70 e início dos anos 80, e consistia de  acessórios coloridos de neon, como contas, apitos, arcos e name tags. Uma loja chamada Takenoko inspirou as roupas usadas pelo Takenokozoku, que foram influênciadas pela moda tradicional japonesa. Suas roupas eram soltas e caídas, e, geralmente na cor hot pink , azul brilhante ou roxo. Elas usavam vestes com caracteres em kanji e chinelos que eram confortáveis para dançar. Grandes grupos de Takenokozoku  coreografavam suas danças nas ruas de Harajuku,levando suas caixas de som e aparelhos.

Gangues de motociclistas se tornaram populares no Japão nos anos 60, e ficaram conhecido como Tribos da velocidade (Bosozoku). Na década de 70, gangues de garotas motociclistas  começaram a aparecer. Na época, foi estimado pela polícia que pelo menos 26.000 cidadãos japoneses estavam envolvidos com gangs de motoqueiros. Nos anos 80, o número de grupos de motociclistas do sexo masculino começou a diminuir.O Grupo de mulheres Yankee, fortemente influenciado tanto pelo Bosozoku e o Sukeban, muitas vezes usavam sarashi (pano branco enrolado ao redor do tórax), um bordado Tokko fukku , e uma máscara de gaze. O Bosozoku também possuíam scooters personalizados e vivem acelerando suas motos continuamente ate hoje nas madrugadas.

A palavra Gal(Gyaru) tem sido usada desde os anos 80 no Japão para descrever uma garota que gosta de roupas da moda. KoGal foi usado pela primeira vez na década de 90 pela mídia para descrever uma aluna do oitavo ano que ganhou US $ 4000 por mês para encontros pagos com homens de meia idade. Ko vem da palavra japonesa para crianças, kodomo.
KoGals tentava parecer tão jovem quanto possível, vestindo os mais fashions acessórios que pudessem encontrar. Elas usavam uniformes escolares com as saias mais curtas,  pele bronzeada, e coloriam os seus cabelos. E claro, as famosas meias soquetes soltas. Embora algumas KoGals de Shibuya fizessem enjo Kosai ( namoro pago), não era tão popular como a mídia divulgou.Como o estilo se espalhou para fora de Tóquio , os filmes Kogal, revistas e programas de TV se tornaram populares. Kogals nunca mais foram vistos sem seus celulares, e elas foram alguns dos primeiros jovens ávidos usuários de tecnologia no Japão .A Moda evoluiu em alguns dos estilos presentes do Japão, como Hime Gal (princesa).  Envolvendo o uso de roupas de griffe cara.

.As meninas Ganguro usavam o bronzeamento artificial  toda semana, e depois aplicavam o makeup para as mulheres negras. Ganguro significa literalmente “rosto negro”. Além da pele escura, o visual Ganguro consistia  de sapatos plataformas, vestidos mini, cabelo descolorido, tinta preta usado nos cilios,lente de contatos azuis, e corretivo branco usado como batom. Uma revista chamada Egg Gal caracterizou Buriteri, uma das Ganguro mais conhecida, em sua capa. O visual era popular em grupos de adolescentes em Shibuya, no entanto, muitas vezes eles foram perseguidas, ou vistos pelo público em geral com nojo. Até o final de 2001, a tendência tinha morrido  e salões de bronzeamento artificial começaram a fechar.

O estilo Manba, que ainda é visto hoje, tem  muitas similaridades com Gonguro. O nome vem da palavra Yamanba, o nome de uma bruxa feia da montanha em uma lenda japonesa . Por causa dos perigos do bronzeamento, elas frequentemente usam um tipo de maquiagem que imita pele escura . Grupos de Manba participam do Pará Pará, ou rápidos movimentos sincronizados com a música techno.  OGrupo mais popular é Angeleek. Os garotos que passavam o tempo nos clubes das Manbas adotaram seu próprio estilo similar. Eles ficaram conhecidos como os Guys Center. A maquiagem consiste de lábios brancos e grandes círculos branco ao redor dos olhos. Decalques coloridos são colocados ao redor do rosto, e as extensões do cabelo coloridas como arco-íris também são populares.

Kigurumin foi  um fenómeno de moda de curta duração (2003 a 2004) e estranho. As meninas que passavam o tempo passeando em Shibuya e queria algo confortável para usar, começaram ostentando fantasias de animais baratos comprados nas secções de fantasias de lojas. Junto com um Pikachu, Hamtaro, ou Ursinho Pooh como traje, Kigurumin usavam bolsas de animais, acessórios fashion, e  maquiagem Manba.

Nagomu era uma gravadora indie criado em 1983. A etiqueta ganhou uma grande numero de fãs. O nome para  Nagomu Gals, apareceu pela primeira vez na revista Takarajima. Usavam roupas vintage, mangas compridas camisetas, grossos sapatos com sola de borracha e meias ate o joelho. O termo não era exatamente positivo, já que às vezes eram vistas como meninas  irritantes. Em 1989, o rótulo Nagomu foi encerrado.

Lolita é uma das mais populares  subculturas japonesas, e começou a aparecer nos países de todo o mundo. Existem inúmeras marcas de Lolita, como as Baby the Star Shine Bright, Metamorphose, e Angelic Pretty. Lolita moda começou se tornando popular no final dos anos 90, e como o estilo Nagomu, foi influenciado pela música. Gravadoras góticas no Japão levaram a música, que ajudou a inspirar as roupas Gothic Lolita . Visual kei se refere a bandas que usam maquiagem e figurinos extremamente elaborados. Lolita também é inspirado no vestuário do período rococó. O nome veio de Mana (do visual kei Malice Mizer), que chamou o tema de sua linha de roupas Elegant Gothic Lolita. A popular revista Gothic Lolita Bible  saiu em 2001. Gothic Lolita envolve principalmente roupas pretas . Sweet Lolita usam tons pastéis e muitas rendas e laços. Para o punk Lolita, mantas e redes são combinados com os babados. Wa Lolita incorpora vestuário tradicional japonês, como o kimono. Acessórios que são populares por Lolita incluem gorros e chapéus, botas de amarrar, sombrinhas, saias e meias ate o joelho com babados.

Decora é um estilo de rua  popular hoje. Em 1997, uma revista foi criada para mostrar as fotos de moda de rua japonesa. Aki Kobayashi, o modelo de capa da primeira edição, escreveu colunas para FRUiTS sobre seu estilo e como ela criou os seus próprios acessórios. Logo, as meninas começaram a fazer seus próprios acessórios excêntricos. O estilo ficou conhecido como Decora, e seus seguidores negociam e vendem seus acessórios em Harajuku. Embora cada equipamento Decora seja único, todos eles têm as semelhanças de ser extremamente brilhantes, decorativo (daí o nome), e fashion. As meninas usam uma quantidade insana de acessórios plásticos e presilhas, saias, meias coloridas de néon .

Esse post foi publicado em Impressoes do Japão. Bookmark o link permanente.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s