2 aviões da Vasp na final de Jaboatão dos Guararapes

Nos  vhfs  das aeronaves,ficam sintonizadas sempre 4 frequencias-uma na frequencia do ACC e a proxima a ser transferida e usada.No outro conjunto fica a de Emergencia 121.5 e a da Companhia para o Despacho e informações suplementares.Complementando com o HF- SSB / Selcall do Pentacom da Sede de Operações que operavam 24hs ,isso tudo era o equipamento disponivel para as comunicações. Algumas vezes durante os voos mais longos ,como todos  reconheciam a voz mutuamente pelo tempo de convivencia,um colega chamava o  outro -era so falar:muda para a antiga (uma frequencia desativada da cia) e ai  eram discutidos muitos assuntos importantes (para nos) sem segredos,porque sempre havia alguem na escuta. Alguns assuntos ate comicos(ou tragico, nao sei) ,como a de um Cte quando indagado com quem estava voando,respondeu -com o Sperry -que era o piloto automatico do Boeing-737-200 .  Foi uma fase em que alguns jovens entraram por criterios politicos e tiveram algumas dificuldades na adaptação ,devido a inexperiencia .  .                                                                                                                                                                                                                                                                                                       Susto Susto no VASP 291-(relato de um ex-funcionario da manutencao)…..

Esta aconteceu comigo lá pelos idos de 1997 ou 98 quando ainda trabalhava na manutenção de aviões da VASP em RECIFE e achei interessante compartilhar!

Estava eu no cockpit de um 737-200 (não recordo o prefixo) efetuando os checks finais de inspeção e ao mesmo tempo ouvindo a freqüência da torre Recife, pois estava aguardando a chegada do VP-291, que procedia de NATAL e depois decolava para BRASILIA. Pois bem, nós funcionários (das áreas que trabalhavam geralmente no pátio das aeronaves) tínhamos o costume de assim que avistássemos um “breguinha fumaçento” na final para pouso, avisávamos pelo rádio (Motorola) “vasp vôo nº tal na final” e com isso todos os setores já iam se preparando para atender o avião!

Bom, conforme mencionei acima, eu estava no cockpit ouvindo a torre e esperando o vôo 291 efetuar a fonia usual em VHF e assim aconteceu, “torre Recife boa tarde este é o Vasp 291 na final da pista uno oito com o trem baixado e travado” – reportou o Cmte à torre, que prontamente respondeu, “Vasp dois nove uno tráfego avistado livre pouso vento 180 graus com 10knots livre pouso na pista uno oito” – “ciente livre pouso dois nove uno” cotejou o VP-291! Até aí, nada de anormal, só que agora é que vem a resenha! Eu, na intenção de avisar o despacho operacional que usava a freqüência de 130.90MHz, peguei o microfone do avião e mandei ver! “Vasp dois nove uno na final” querendo impressionar e imitar voz de Comandante!(notem que eu usei a freqüência da companhia) só que o nosso amigo 291 estava também ouvindo em 130.90MHz! Ah, não deu outra, o comandante ouvindo minha transmissão, tomou um baita susto pensando haver outro tráfego com o mesmo nº de vôo na final! E na hora perguntou à torre- “torre confirme se tem algum outro tráfego na final além do nosso?” -com a voz aparentando uma certa aflição! Daí a torre (obviamente respondeu) “negativo dois nove uno, você é tráfego único” aí o 291: “ciente, é que escutamos uma transmissão de um outro tráfego que também reportou na final!” A torre confirmou livre pouso e que desconhecia outro avião nas proximidades do setor de aproximação da pista 18. Meu amigo, nessa hora “caiu a minha ficha” e “o sangue sumiu da minha cara!” sou moreno claro e “mudei de cor como um arco-íris!” Tomei também um ##### susto! Fiquei com tanto medo que saí imediatamente da cabine do avião e não quis nem saber de chegar perto do 291! (deixei os outros companheiros atendê-lo) coisa que me arrependo até hoje, pois eu gostaria de saber quem foi o Cmte daquele vôo! Foi o susto que foi grande (para ambas as partes).

Para terminar, nem sei se este Cmte se recorda deste fato! Só DEUS sabe!

Esse post foi publicado em Historias da Aviação, VASP. Bookmark o link permanente.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s