Vistos Para Viver

transitvisa 07631 Sugihara Chiune sacrificou a carreira e a vida para que judeus pudessem ser salvos do exterminio.concedeu em torno de 6.000 vistos em Kaunas na Lituania mesmo desautorizado pelo Governo Japones.

Ao ser transferido por isso,pediu 20 dias de prazo,onde trabalhou ate 20 horas escrevendo de proprio punho autorizações para transito pelo Japão.Ate o embarque no trem foi distribuindo esses passaportes para a vida.Acabou aprisionado pelos russos em Bucarest e ficou preso por 18 meses.Retornou ao Japão em 1947 e foi demitido do Ministerio das Relações Exteriores pelo descumprimento de ordens.Chegou a vender lampadas de porta em porta para sobreviver.Conseguiu emprego de tradutor mas usava outros nomes como Sugiwara,devido os kanjis poderem ser lidos de varias maneiras.Depois de 23 anos um funcionario da Embaixada de Israel Yehoshua Nisri,que tinha sido salvo quando garoto conseguiu descobri-lo ,agradecer por ter sobrevivido e increver seu nome no Memorial da Paz em Israel.numa das raras entrevistas concedidas disse um velho proverbio samurai-..Even a hunter cannot kill a bird wich flies to him for refuge.

ss031 jmoto  um grande homem que não teve reconhecimento como Oskar Schindler teve…mas grandes pessoas não esperam nenhum agradecimento,apenas seguem seu coração e sua Fe…

Esse post foi publicado em Impressoes do Japão. Bookmark o link permanente.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s