A Dura Vida de Salaryman

Achava estranho as mulheres pagarem as contas em restaurantes,ate descobrir que elas e que controlam o orçamento familiar (kakeibo).

O dia 15 de cada mês é um grande dia para Yoshihiro Nozawa: é o dia em que ele é pago. Mas a cada mês, ele entrega  seu salário inteiro para sua mulher Masami. Ela separa uma mesada mensal de 30.000 ienes. Apesar de ser o chefe de família,  é todo o dinheiro que ele pode gastar  consigo mesmo ao longo dos próximos 30 dias.

De acordo com a Shinsei Bank, que vem pesquisando a tendência desde 1979, o dinheiro de bolso (kozukai)  teve uma média mensal  de ¥ 39.600 no ano passado.  E para tornar as coisas mais difíceis para os homens, e so comparar com os 76.000 ienes de mesada em 1990, quando a economia do Japão estava em seu auge. Esse foi um ano depois de o índice  de referência, o Nikkei 225, atingir uma alta recorde de 38.916 pontos.   Mas os preços das ações caíram acentuadamente na década de 1990 e nunca mais chegou perto desse nível.   E assim como o desempenho das empresas japonesas se deteriorou, o dinheiro dos empresários  caiu com ela.   Então, hoje, aqueles cujas esposas não fazem obento para almoçar, tentam limitar seu orçamento diário  para uma moeda:¥ 500 ienes – cerca de US $ 6,50.   Como na maioria das cidades, os preços variam muito de acordo com a decoração, localização e padrão de alimentos e bebidas em oferta.   Mas em muitos lugares ¥ 500 dificilmente será suficiente para uma tigela de macarrão ou um hambúrguer  do McDonald s.   Seu orçamento para beber também encolheu .

Em média, eles gastam apenas ¥ 2860 em uma noite de bebedeira, que é quase metade do que costumava gastar apenas três anos atrás. O que não permite uma meia garrafa de Asahi – o preço médio é de cerca de 700 ienes.Tem crescido o numero de empresas que nos bonus semestrais permitem que eles mantenham um pouco numa conta secreta (hesokuri).

O ritmo menor das jornadas de trabalho ,tambem diminuiu os casos de morte por sobrecarga de trabalho (karoshi) .Vi numa reportagem um designer  de games que estava dormindo embaixo da escrivaninha com cortina,num projeto que estava tendo um atraso para o Tokyo Game Show.

About these ads
Esse post foi publicado em Impressoes do Japão. Bookmark o link permanente.

2 respostas para A Dura Vida de Salaryman

  1. cromagnon disse:

    Recebendo em media 200.000 ienes por mês, morando sozinho, dias de semana comendo apenas em casa, sem guardar dinheiro pro brasil, da pra viver bem? É obrigatório fazer horas extras nas fabricas?

    Um grande abraço, comecei a pouco a acompanhar seu blog e estou gostando bastante

    • Bom dia.Obrigatorio nem sempre,mas viver aqui sem horas extras,nao sobrara muito.normalmente gastara em torno de 120.000 ienes entre aluguel e alimentacao.somando carro e passeios o salario zera,ja que a tentacao de superfluos,principalmente eletronicos e lugares interessantes e grande.um grande abraco

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s